Imagem ilustrativa

Rio Claro tem um, ou melhor, nove grandes motivos de orgulho. Isso porque levantamentos especializados sobre os maiores cientistas do mundo trazem o nome de nove pesquisadores ligados ao município de alguma forma.

Dois rankings distintos, um feito pela Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, e outro pela Clarivate Analytics, consultoria britânica, colocaram docentes da Unesp de Rio Claro e uma rio-clarense da Faculdade Anhanguera entre os mais influentes cientistas.

Enquanto a Clarivate Analytics aponta um total de 6.167 pesquisadores em sua listagem, o artigo dos pesquisadores da universidade norte-americana supera os 100 mil nomes. Além disso, as duas publicações têm metodologias diferentes para ranquear os pesquisadores.

A relação divulgada pela Clarivate Analytics destaca o pesquisador Mauro Galetti, do Departamento de Biodiversidade do Instituto de Biociências do câmpus de Rio Claro, como único representante da Unesp.

Além de Galetti, outros sete nomes ligados à Unesp de RC aparecem no ranking de Stanford entre os 100 mil nomes citados, assim como a rio-clarense Maria Cristina Marcucci Ribeiro, que representava a Anhanguera e, agora, é professora colaboradora da Unesp de São José dos Campos, onde continuará com suas pesquisas.

A pesquisadora, que atua na área de controle de qualidade de produtos naturais das abelhas, como por exemplo a própolis, falou com a reportagem sobre a conquista.

“Me sinto uma heroína. Pesquisei ao longo dos anos em uma universidade particular, onde é mais difícil o trabalho, temos poucos recursos. Na pública as condições de pesquisa são melhores, há mais incentivo. Me considero uma heroína pois na particular tinha poucas chances de dar certo”, comenta a professora doutora.

Maria Cristina Marcucci Ribeiro, além de estar entre os 600 brasileiros nos rankings, é a única mulher entre 13 nomes citados das faculdades particulares do Brasil. A pesquisadora descreve como “sensação prazerosa” o reconhecimento vindo de onde não imaginava: “Sinto a carreira reconhecida, dá credibilidade ao que fazemos. Fiquei em estado de graça. Sou apaixonada pela pesquisa, sempre fui e sempre serei. Vejo que minha vida acadêmica deu certo. Briguei muito, em função da paixão, para chegar aqui, e essa paixão que vai seguir me motivando. Sinto que estou honrando Rio Claro com isso e que a minha paixão pela pesquisa venceu”.

Nomes

Além de Mauro Galetti e Maria Cristina Marcucci Ribeiro, sete docentes da Unesp de RC foram citados, confira todos na tabela abaixo:

NOMEUNIVERSIDADE
Mauro GalettiIB – Unesp Rio Claro
Mario Sergio PalmaCEIS – Unesp Rio Claro
Célio Fernando Baptista HaddadIB – Unesp Rio Claro
Leonor Patricia Cerdeira MorellatoIB – Unesp Rio Claro
Milton Cezar RibeiroIB – Unesp Rio Claro
Mario Luis AssineIGCE – Unesp Rio Claro
Lilian CasattiIbilce – Unesp Rio Claro
Daniel Marcos BonottoIGCE – Unesp Rio Claro
Maria Cristina Marcucci RibeiroFaculdade Anhanguera

Mais em Dia a Dia:

Rio Claro tem seis novos casos de coronavírus

Fora Bolsonaro”: manifestantes fazem carreata em RC

São Paulo inicia vacinação contra COVID-19