Vereadores voltam do recesso sem Ordem do Dia, projetos darão entrada na segunda-feira

97

Antonio Archangelo

Vereadores voltar do recesso e só votarão projetos de lei na próxima semana, na segunda sessão ordinária de 2016
Vereadores voltar do recesso e só votarão projetos de lei na próxima semana, na segunda sessão ordinária de 2016

Sem leis para votar, a Câmara Municipal volta do recesso parlamentar nesta segunda-feira, 1º de fevereiro. Nem reunião de líderes, utilizada para definir a pauta de votação, foi realizada esta semana, “Na próxima segunda-feira, 1º de fevereiro, a Câmara Municipal vai retomar as sessões ordinárias a partir das 17h30. Maria do Carmo Guilherme lista as prioridades de trabalho para este primeiro semestre do ano. Com amplo trabalho na área da saúde, a vereadora adianta que vai em busca de respostas pela demora nas consultas de oftalmologia e ortopedia” disse em nota o legislativo.

O destaque da semana ficou para a divulgação, em Diário Oficial do Município, do dia 27, o chamado “Quadro Pessoal” e “remuneração” dos efetivos e comissionados.
De acordo com o documento, assinado pelo presidente João Zaine (PMDB), são 106 cargos/empregos providos no legislativo, num total de 119. Destes, 70 cargos para servidores do quadro permanente, 11 estão vagos; outros 49 cargos fazem parte de cargos em comissão, sendo 47 ocupados.

Os números avalizados pela Chefe do Departamento Pessoal Zenilda Silvério da Silva Barbosa, apontam ainda que dos cargos em comissões providos, são 1- chefe de Gabinete da Presidência – com rendimento de R$ 5.576,92; 12 – Chefe de Gabinete Parlamentar – R$ 5.576,92; 1 – Diretor de Comunicação Social – R$ 5.576,92; 1- Diretor Geral – R$ 5.576,92; Diretor do Departamento Jurídico – R$ 5.576,92; 1 – ouvidor -R$ 5.576,92; 1- Chefe de Departamento Jurídico – R$ 5.277,70; Chefe Departamento Pessoal -R$ 5.277,70; Chefe do Departamento Administrativo -R$ 5.277,70; Assessor da Presidência – R$ 2.903,48; 4 – Assessores da Mesa Diretora – com salários de R$ 2.903,48; e 22 assessores parlamentares com rendimentos de R$2.903,48. O salário mais alto entre os efetivos é o do Contador Sênior – R$ 4.639,23.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: