Vacinação contra a gripe termina no dia 31 e contra pólio dia 10

74

Da Redação

Quem ainda não se vacinou contra a gripe e contra a poliomielite (paralisia infantil) tem poucos dois dias para fazê-lo. A campanha de vacinação contra a gripe termina na próxima segunda-feira, dia 31 de agosto. Já a vacina contra a pólio termina no dia 10 de setembro.

Os órgãos de saúde convocam a população para tomar as vacinas para que o município atinja as metas de imunização de 95% (pólio) e 80% (gripe). As unidades de saúde funcionam de segunda a sexta-feira, das 7 às 16 horas.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, a cobertura vacinal contra o vírus da gripe atingiu 73,31% entre os grupos indicados para a campanha. “O percentual de Rio Claro registrado no Ministério da Saúde significa que foram vacinadas 29.652 até segunda-feira (24), de uma estimativa de 40.448 pessoas”, explica a VE.

Devem tomar a vacina as crianças de seis meses até menores de cinco anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, idosos, portadores de doenças crônicas, Exército (Aeronáutica e Marinha), funcionários dos Correios, motoristas e cobradores de ônibus das linhas estaduais e municipais, professores, policiais, moradores de rua, refugiados, funcionários da Defensoria Pública (Federal, Estadual e Municipal) e funcionários da coleta de lixo e da limpeza das ruas.

No dia 16 de setembro termina a campanha de vacinação contra a paralisia infantil destinada a crianças de seis meses a menores de cinco anos. Desde o início da campanha, no último dia 16, foram vacinadas mais de 50% das crianças nessa faixa etária, estimadas em 10.039. A meta é vacinar 95% desse público.

Junto com a campanha está sendo feita a atualização da caderneta de vacinação das crianças. Por isso, é importante levar o documento na hora de tomar a vacina. A Vigilância Epidemiológica ressalta que mesmo as crianças que estão com a vacinação em dia devem receber a gotinha, o que é fundamental para impedir a circulação do vírus que causa a doença.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: