Vacina contra gripe é segura e eficiente

57

Da Redação

Mulher toma a vacina contra a gripe em posto extra montado na Farmácia Popular, região central da cidade
Mulher toma a vacina contra a gripe em posto extra montado na Farmácia Popular, região central da cidade

A campanha nacional de vacinação contra a gripe está em sua 17ª edição, mas muita gente ainda tem medo de tomar a vacina. As pessoas utilizam as redes sociais para propagar informações equivocadas sobre a vacina, o que atrapalha a adesão à campanha. O Ministério da Saúde garante a segurança e a eficácia da vacina e convoca a população beneficiada para tomar o medicamento.

A campanha deve ser encerrada na sexta-feira (22), mas a adesão é baixa em todo o país. Balanço do Ministério da Saúde mostra que até o dia 15 deste mês foram vacinados 14,5 milhões de brasileiros. O número representa 29,24% do público-alvo, formado por 49,7 milhões de pessoas mais vulneráveis para complicações da gripe. A meta é vacinar 80% do público.

O ministro da Saúde Arthur Chioro reforça a importância de se vacinar no período de realização da campanha. “Agora é a hora de se vacinar e se proteger no inverno. Após a vacinação, o corpo leva duas a três semanas para gerar os anticorpos necessários para a proteção”, alerta. A vacina é segura e uma das medidas mais eficazes de prevenção a complicações e casos graves de gripe. “Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza”, comenta.

Os idosos têm maior resistência a tomar a vacina e Rio Claro nunca conseguiu atingir a meta de vacinação nesse grupo. Até o dia 14 de maio foram vacinados 9.411 idosos, o que representa 37,18% do público-alvo. A meta é atingir 80%. O grupo das crianças atingiu 27,29% com 2.740 doses aplicadas.

O maior índice de vacinação acontece no grupo das puérperas (mulheres até 45 dias após o parto). Nesse grupo foram imunizadas 130 mulheres, com índice de 45,15%. Entre os profissionais de saúde o percentual é de 35,25% ou 1.078 vacinas aplicadas. O município vacinou 436 gestantes com índice de 24,90%.

A Vigilância Epidemiológica ressalta que desde 2010 a vacina está sendo aplicada em crianças, gestantes e doentes crônicos. Se não faz mal para esse público, não prejudicará os idosos. O órgão salienta a importância da gestante tomar a vacina para proteger a si mesma e ao bebê que, após o nascimento, somente poderá ser vacinado aos seis meses.

A campanha protege a população contra três tipos de vírus Influenza: A H1N1, A H3N2 e Influenza B. A vacina pode ser tomada de segunda a sexta-feira, nas unidades de saúde, das 8 às 16 horas.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: