Unesp sedia evento de observação lunar nesta noite

92

O câmpus da Unesp no bairro Bela Vista sedia uma observação lunar na noite desta quinta-feira (14). Com apoio do Grupo de Estudos Astronômicos de Rio Claro (Gearc), que cede os equipamentos, o evento é o primeiro promovido pelo grupo GEAstro neste ano.

A observação acontece às 20h30 e segue a primeira reunião do grupo de estudos das Mulheres da Física. As estudantes Mariana Milani e Chahiny Fim são organizadoras do evento. Segundo Mariana, a data é propícia para apresentar aos calouros e calouras as ideias do grupo. A observação que segue ao encontro também se dá em momento adequado no calendário lunar: “Aproveitamos que a Lua estará no quarto crescente, uma fase boa para se fazer observação devido à incidência dos raios solares sobre sua superfície, que causa uma sombra acentuada e garante boa visibilidade das crateras”, explica.

O evento não ocorre se houver chuva ou céu nublado.

A ideia é que os eventos astronômicos sejam observados mensalmente: “Escolheremos um evento a ser observado por mês buscando levantar discussões sobre astronomia, astrofísica, cosmologia e ciências afins”.

Apesar de ser realizado dentro da Unesp, Mariana destaca que o evento é aberto a toda a cidade: “Gostaríamos de levar adiante a ideia de ‘Astronomia para todos’ e promover uma integração entre a universidade e a comunidade local”, define.

Dentro do Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE) da Unesp em Rio Claro, um grupo de professores do Departamento de Estatística, Matemática Aplicada e Computação se dedica a trabalhar com Astronomia Dinâmica, Mecânica Celeste e Astrofísica. Segundo Mariana, “eles estudam problemas computacionais que muitas vezes são desconhecidos pela comunidade leiga”. O trabalho também está ligado ao projeto Escola dos Astros, que promove o conhecimento e interesse pela astronomia em escolas de Rio Claro.

Grandes eventos

Para os observadores dos céus, o próximo grande evento acontece dia 22 de abril, quando ocorre chuva de meteoros Líridas – que são meteoros que “chovem” perto da constelação de Lira. No dia 5 de maio é a vez dos meteoros Eta-Aquárida. Em junho, no dia 10, ocorre a oposição de Júpiter. No dia 18 de junho, a conjunção de Marte e Mercúrio é o destaque.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: