Em Rio Claro, Skaf diz que SP vive crise de autoridade

45

Antonio Archangelo

23052014-41

O pré-candidato ao Governo do Estado de São Paulo pelo PMDB, Paulo Skaf, esteve ontem (23) em Rio Claro para formalizar o convênio para o desenvolvimento esportivo de atletas em Rio Claro, Santa Gertrudes, Ipeúna e Itirapina. Presidente da Fiesp (Federação as Indústrias do Estado de São Paulo), do Sesi e do Senai, Skaf aproveitou para cutucar o possível adversário Geraldo Alckmin (PSDB).

“O que vem acontecendo no Estado de São Paulo me preocupa demais. Dois, três dias atrás tivemos este problema da greve dos motoristas de ônibus. Respeitamos a greve, que é até uma prática de cidadania, mas bagunça não dá. A partir do momento em que um motorista de ônibus sai da garagem, pega os passageiros, chega a uma movimentada avenida, manda todos saírem, abandona o veículo e tranca o trânsito, merece um inquérito policial, não tem diálogo. Isso é ausência de autoridade”, criticou.

“O que nos vimos é uma total ausência de autoridade, e não foi só neste movimento. Em cima disso, vemos como está abandonada a segurança pública no Estado de SP, é crack em 645 municípios, 200 mil roubos de automóveis por ano, 800 mil assaltos, roubos e furtos por ano, os registrados. Isso é uma Guerra Civil. Fora os números de homicídio, são 12 a cada 100 mil habitantes, 5 mil mortes por ano, 50 mil em dez anos, na guerra do Vietnã foram 50 mil americanos mortos em 10 anos, vivemos uma guerra civil. Nós sentimos que há ausência de autoridade, e não é culpa da polícia militar, não. Nós temos 100 mil homens entre bombeiros e militares, 33 mil na Polícia Civil, 4 mil na Técnico-Cientifica, o que acontece é que precisa haver uma determinação forte do governo. Por exemplo, esta semana, não vi nenhum depoimento do governador. Uma crise de falta de autoridade. A greve pode até ser um problema do prefeito de São Paulo, mas quando atinge a questão de segurança pública é competência do Estado”, citou.

PROGRAMA ATLETA DO FUTURO

Assinado ontem, o Programa SESI Atleta do Futuro beneficiará 1.482 alunos nos quatro municípios. Atualmente, o PAF contempla 102.480 participantes entre 6 e 17 anos e as atividades estão organizadas em três fases, adequadas para cada faixa etária.

Em Rio Claro, o novo convênio atenderá 570 alunos nas seguintes modalidades esportivas: basquetebol, futsal, handebol, judô, e natação. O programa também prevê a participação de 300 alunos de Ipeúna, que praticarão futebol, futsal e natação. Em Itirapina, 412 alunos participarão do programa com o futsal, voleibol, basquetebol, judô e tênis de mesa. E 200 alunos de Santa Gertrudes terão como modalidades esportivas o basquetebol, o futebol e a natação.

“O Atleta do Futuro foi pensado para estimular a prática esportiva e preparar nossos jovens para o futuro, pois a atividade física também contribui para a formação de cidadãos com mais saúde e disciplina”, diz Skaf.

DEIXE UMA RESPOSTA