Sindicato dos Servidores Municipais marca assembleia para segunda

80

Antonio Archangelo

A situação econômica da Prefeitura já implica cuidados em relação ao pagamento de salários dos servidores no próximo mês, a afirmação é do Sindicato dos Servidores Municipais que marcou para a próxima segunda-feira, 25, às 19h, assembleia com a categoria. A reunião, no Núcleo Administrativo Municipal, colocará a situação em pauta.

A intenção é discutir medidas contra o atraso no pagamento de horas extras entre outras remunerações que ainda não foram pagas pela municipalidade. De acordo com o e-mail, “diante desta situação, independente de ser pago ou não o que se deve, o sinal é de piora. Portanto, precisamos nos reunir para tomar coletivamente algumas decisões!”, informa o texto assinado pelo Sindmuni.

Ainda de acordo com o informativo virtual, segundo reunião realizada com o secretário de Finanças Japyr Pimentel, a situação é “muito crítica”, “não há dinheiro e nem previsões concretas para o pagamento do que ainda não foi pago este mês e o pagamento do próximo mês inspira cuidados, como necessidade de pagar escalonado”. “Pode ser que segunda-feira consiga pagar pelo menos metade do que se deve aos servidores, mas não é certo”.

O sindicato também divulgou que a administração realizará reunião em São Paulo, na CONAM (Consultoria em Administração Municipal), sobre alternativas para contenção de gastos. Entre as alternativas mencionadas pelo sindicato estão a redução da jornada para 6 horas diárias para economia de papel, água, luz, etc.

“Se isso acontecer, todas as horas extras estarão suspensas! A situação é tão gritante que até lista de demissão de comissionados já se faz e na sequência da lei serão demitidos estagiários e contratados num primeiro momento! Portanto, diante dessa situação caótica a que a Prefeitura conseguiu chegar, precisamos urgentemente nos reunir!” (sic).

Qual sua opinião? Deixe um comentário: