Seu Bairro no JC vai ao São Benedito

96

Vivian Guilherme

A velha figueira não compõe mais a paisagem do bairro São Benedito, que soma cerca de 15 quarteirões na região central
A velha figueira não compõe mais a paisagem do bairro São Benedito, que soma cerca de 15 quarteirões na região central

A antiga figueira que por séculos foi ponto de referência não faz mais parte da paisagem do bairro São Benedito. O que sobraram foram apenas fotos e relatos do que significou a árvore para a história da Cidade Azul. Entretanto, a igreja que dá nome ao bairro mantém suas características e continua encantando moradores e visitantes. O São Benedito, assim como o Centro, é um dos primeiros bairros de Rio Claro, sendo urbanizado ainda em 1800.

Os aposentados Oswaldo Andreatto e João Roberto aproveitavam a tarde de quinta-feira para conversar na praça da Rua 9. Oswaldo, que mora no bairro há 45 anos, diz gostar de tudo no bairro e não poupa elogios à vizinhança. A opinião é compartilhada por João, que também diz gostar do local. “Aqui tudo é bom”, diz João, que mora ali há 22 anos.

Entretanto, os aposentados concordam ao dizer que um prédio abandonado na Rua 9 com a Avenida 13 traz muitos problemas. “Tem bastante morador de rua e usuário de drogas que se esconde ali no posto abandonado”, diz João.

Tassyane Marize ressalta a proximidade com a região central como um dos pontos positivos do bairro. “Fica perto de tudo, tem uma ótima localização”, comenta. No entanto, diz que o problema supramencionado pelos aposentados também a aflige, ainda acrescenta a falta de iluminação na praça.

A moradora Thiele Monique da Silva diz que o que mais gosta é da praça. “A natureza alivia um pouco a sensação de agitação da cidade. Mas falta sempre iluminação, o que torna a praça perigosa”, reforça a moradora.

É o JC nos Bairros com você!

Qual sua opinião? Deixe um comentário: