Santa vai controlar a qualidade do ar

91

Ednéia Silva

A novidade foi divulgada nessa sexta-feira (11) pelo prefeito de Santa Gertrudes, Rogério Pascon, em entrevista ao programa Jornal da Manhã
A novidade foi divulgada nessa sexta-feira (11) pelo prefeito de Santa Gertrudes, Rogério Pascon, em entrevista ao programa Jornal da Manhã

Uma boa notícia para os moradores de Santa Gertrudes e região. A Cetesb (Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental) e a prefeitura estão perto de colocar em funcionamento um sistema de monitoramento inteligente que vai permitir fazer um controle diário da qualidade do ar. Com isso, será possível agir rapidamente nos dias mais críticos para reduzir a poluição na cidade.

A novidade foi divulgada nessa sexta-feira (11) pelo prefeito de Santa Gertrudes, Rogério Pascon, em entrevista ao programa Jornal da Manhã da Rádio Excelsior Jovem Pan. De acordo com ele, o novo sistema deve começar a funcionar dentro de 20 a 30 dias. Através dele será possível verificar se a qualidade do ar está satisfatória ou não ou se está em situação de emergência.

O prefeito explica que, com essas informações, será possível tomar medidas preventivas nas escolas e unidades de saúde, além de fazer intervenções pontuais. O relatório também ficará disponível no site da prefeitura para consulta pelos empresários.

Pascon adianta que o município irá precisar da colaboração das empresas para diminuir os poluentes. Em dias críticos, por exemplo, será preciso reduzir o tráfego de caminhões, já que é no transporte de matéria-prima (argila) que ocorre a maior liberação de partículas no ar.

Rogério Pascon também falou sobre as obras para duplicação e melhorias da Rodovia Constantine Peruchi (SP-316). A expectativa é grande para o início dos trabalhos. O prefeito afirma que as obras devem começar neste segundo semestre e as eleições não devem atrapalhar o cronograma.

Outro assunto abordado na entrevista foi o transporte clandestino de passageiros entre Rio Claro e Santa Gertrudes. Segundo ele, é difícil combater essa prática. Os passageiros, quando parados pela fiscalização, afirmam estar de carona e não admitem a contratação do serviço de transporte.

Ele disse que a prefeitura também recebe queixas de taxistas de Santa Gertrudes, que são prejudicados pelo transporte clandestino. Nesse caso, a fiscalização cabe à Artesp (Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo) com o apoio da Polícia Rodoviária.

O prefeito informou ainda que aguarda apenas o aval do Governo do Estado para inaugurar o PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador). Enquanto isso não acontece, os trabalhadores são atendidos no balcão de empregos, uma espécie de PAT municipal, que já conseguiu empregar mais de 100 pessoas. Para agosto ou setembro, a prefeitura está preparando o Feirão do Emprego, ideia trazida de Araras, onde o projeto foi realizado com sucesso.

Outra novidade divulgada pelo prefeito é que Santa Gertrudes terá um distrito industrial e comercial próximo à Rodovia Washington Luís (SP-310). Como a prefeitura não tem área disponível, fez parceria com dois empresários para viabilizar o projeto, que será lançado em breve.

O áudio completo com a entrevista pode ser conferido no site do JC pelo endereço www.jornalcidade.net.

DEIXE UMA RESPOSTA