Rodovias da região têm qualificação ‘ótima’, segundo pesquisa da CNT

58

Adriel Arvolea

O pedágio é a principal fonte de recursos para manter e recuperar as rodovias concedidas
O pedágio é a principal fonte de recursos para manter e recuperar as rodovias concedidas

O reajuste médio a ser aplicado nas tarifas de pedágio das rodovias estaduais paulistas é de 5,29%, em vigor desde 1º de julho, índice definido pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). Com o reajuste definido em índice abaixo da inflação, a tarifa na praça de pedágio da Rodovia Wilson Finardi, SP-191, que liga Rio Claro-Araras, passa de R$ 2,60 para R$ 2,70 – variação de 3,85%. Na Rodovia Washington Luís SP-310, em Rio Claro, km 181+400, saltou de R$ 6,90 para R$ 7,30 – alta de 5,80%. Os motoristas que trafegarem na Rodovia Fausto Santomauro SP-127, Rio Claro-Piracicaba, vão ter que desembolsar R$ 5,00. Vinte centavos a mais de tarifa (4,17%).

Apesar do aumento, a Artesp justifica que o pedágio é o principal recurso para manter as rodovias concedidas. “Somente a operação e conservação da malha rodoviária paulista sob concessão custa, em média, R$ 190,7 milhões por mês. Em obras de ampliação da malha rodoviária paulista foram investidos R$ 9 bilhões desde janeiro de 2011”, esclarece. São investimentos que fazem das rodovias paulistas as melhores do Brasil.

Neste sentido, a Rodovias das Colinas, que administra o trecho entre Rio Claro e Piracicaba da Rodovia Fausto Santomauro (SP-127), explica que o dinheiro pago no pedágio é revertido em benefícios para os usuários das rodovias e para a região onde a praça de pedágio está inserida. “Recentemente, a Colinas realizou o recapeamento do km 0 ao km 32 da rodovia, entre RC e Piracicaba, em um investimento de R$ 31 milhões e, também, finalizou a duplicação do km 76 ao km 81 e implantação de dispositivo de retorno no km 76+100, em Tietê, com recursos de R$ 19 milhões”, informa a empresa.

Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Transportes (CNT) em 2013 elencou as rodovias brasileiras em um ranking de melhores rodovias com base na segurança, qualidade do pavimento, entre outros aspectos. A Fausto Santomauro recebeu qualificação ‘Ótima’ e figura entre as 20 melhores rodovias de todo o país.

O mesmo conceito é conferido à Wilson Finardi (SP-191) e Washington Luís (SP-310). A Centrovias recebe, em média, cerca de 870 mil veículos por mês na praça de Rio Claro (SP-310). A receita com os pedágios permite à empresa investir na manutenção e conservação da rodovia, além prestar serviços essenciais ao usuário como guinchos, socorros mecânicos, atendimento pré-hospitalar, sinalização e serviço 0800. “Além da preocupação com as condições de pista e de tráfego, a Centrovias mantém, também, programas para segurança do usuário como o Projeto Escola e Viva Saúde que visam conscientizar os motoristas sobre os cuidados necessários para evitar acidentes”, comenta a assessoria de imprensa da concessionária.

DEIXE UMA RESPOSTA