Arborização urbana é desafio para cidades da região

105

Neste sábado (28), em que é comemorado o Dia Nacional das Flores, o JC traz um levantamento sobre a questão ambiental nos municípios da região, principalmente na questão da arborização urbana. Afinal, as árvores urbanas desempenham funções importantes para os cidadãos e o meio ambiente, tais como benefícios estéticos e funcionais que estão muito além dos seus custos de implantação e manejo. Esses benefícios estendem-se desde o conforto térmico e bem-estar psicológico dos seres humanos até a prestação de serviços ambientais indispensáveis à regulação do ecossistema.

De acordo com o último levantamento do IBGE, divulgado em 2012, os municípios brasileiros apresentam carência de áreas verdes nas zonas urbanas, um terço desses domicílios não tem uma árvore sequer em seu entorno. A melhor taxa de arborização está nos pequenos municípios de até 20 mil habitantes, onde 29,4% dos domicílios não têm árvores plantadas ao redor. O pior desempenho é das cidades médias com população de 100 mil a 200 mil habitantes: 34,6% das residências não têm árvores no entorno.

Nas cidades da região, Analândia é a melhor posicionada com 99,6% de áreas arborizadas, seguida por Cordeirópolis, com 98,4%; Santa Gertrudes com 95,7%; Corumbataí, 94,5%; Ipeúna, 89,2%; Itirapina, com 87,1%; e, por fim, Rio Claro, com 81,6% de áreas urbanas arborizadas. Charqueada apresenta ainda índices piores que o da capital paulista, onde sete a cada dez domicílios têm pelo menos uma árvore plantada em seu entorno.

CORDEIRÓPOLIS – A prefeitura de Cordeirópolis informou que está em fase de iniciar a construção do Plano Municipal de Arborização Urbana. Segundo a assessoria da administração, a proposta do plano visa realizar um levantamento de todas as espécies existentes nas calçadas; montar um sistema online de informações contendo todos os dados das árvores (espécie, tamanho e estado fitossanitário); equipe programada de poda, supressão e destoca; arborização adequada e programada nas calçadas; e educação ambiental aos munícipes.

IPEÚNA – A prefeitura de Ipeúna informou que o município ainda não possui um Plano de Arborização Urbana, entretanto lembrou que no primeiro semestre deste ano foi firmada parceria com a Unesp Rio Claro, por meio do Departamento de Planejamento Territorial e Geoprocessamento (Deplan), do Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE), para o desenvolvimento de ações de gestão ambiental que devem contemplar, entre outras questões, a arborização urbana. Segundo a assessoria da administração, a expectativa é de que, a partir de 2018, seja possível implementar ações que promovam um modelo de arborização que impacte positivamente na qualidade de vida da comunidade.

COMPARTILHAR

1 comentário

Deixe um comentário