Rio Claro sai às ruas contra “desgoverno”

101

Antonio Archangelo

Gritos de ordem contra o PT e a saída da presidente Dilma Rousseff ganharam as ruas do centro de Rio Claro em protesto pacífico realizado na manhã de domingo (15)
Gritos de ordem contra o PT e a saída da presidente Dilma Rousseff ganharam as ruas do centro de Rio Claro em protesto pacífico realizado na manhã de domingo (15)

Cerca de quatro mil rio-clarenses, de acordo com estimativa da Polícia Militar, tomaram as ruas centrais na manhã desse domingo (15) contra o governo Dilma Rousseff (PT), o Partido dos Trabalhadores (PT), e os inúmeros casos de corrupção registrados no governo federal nos últimos anos.

>>> VÍDEO: rio-clarenses saem às ruas no Centro

A manifestação, convocada pelas redes sociais, ganhou as ruas às 9h30 com escolta da equipe da Rocam, da Polícia. Munidos com apitos, buzinas, adereços que representavam as cores da pátria, além de faixas e cartazes pedindo impeachment, os populares percorreram as ruas lindeiras ao Jardim Público e Praça da Liberdade.

“Foi a maior manifestação que vi nesta cidade”, disse Heitor, com 72 anos. Um grupo, com pequeno número de pessoas, também pedia intervenção militar.

Frente ao Paço Municipal, os manifestantes vaiaram o prédio, como ato simbólico ao descontentamento com os políticos que apoiam o governo federal. As placas com diversas frases e conselhos para a presidente Dilma Rousseff se misturavam às menções críticas ao prefeito Du Altimari.

“Chega, estou aqui para relatar o descaso do governo com os aposentados e ainda presenciar estes atos de corrupção”, disse a aposentada Ana, 80 anos, ao levantar a bandeira do Brasil, no momento, que ouviu o Hino Nacional ser executado no carro de som que acompanhou os manifestantes.

>>> FOTOS: rio-clarenses saem às ruas no Centro

“A expectativa foi acima do esperado. O Jardim Público, após o final do ato, estava limpo. Não foi registrado nenhum ato de vandalismo. Esta conquista foi uma verdadeira glória”, disse um dos organizadores da manifestação.

De acordo com as informações, o grupo que organizou o ato na cidade deverá se reunir na noite desta terça-feira (17) para elaborar o balanço da manifestação, quando deverá se posicionar oficialmente sobre o ato.

No próximo dia 12, uma nova manifestação está sendo agendada para ser realizada no País, sendo que os rio-clarenses marcarão presença neste ato democrático e contra a corrupção que poderá ter o mesmo trajeto da manifestação desse domingo (15).

Qual sua opinião? Deixe um comentário: