Rio Claro FC se despede do Paulistão com derrota para a Ponte Preta por 1 a 0

125

Matheus Pezzotti

O Rio Claro FC fez sete jogos em casa neste Paulistão, mas não venceu nenhuma partida. Fora três empates e quatro derrotas
O Rio Claro FC fez sete jogos em casa neste Paulistão, mas não venceu nenhuma partida. Foram três empates e quatro derrotas

Em seu último jogo na elite do futebol paulista, na tarde deste domingo (10), o Rio Claro FC perdeu, no Schmidtão, para a Ponte Preta, por 1 a 0 pela 15ª rodada da primeira fase. O gol foi marcado por Felipe Azevedo, aos 17 minutos do segundo tempo.

O Galo Azul terminou a primeira fase na última colocação. Com 9 pontos, venceu apenas dois jogos, ambos fora de casa, empatou três e foi o time que mais perdeu, em 10 oportunidades. Também foi o pior ataque, com apenas nove gols marcados e a terceira pior defesa, com 26 gols sofridos. Já a Macaca, com 22 pontos, terminou em terceiro no Grupo B e em oitavo na classificação geral.

O JOGO
De um lado, apenas cumprindo tabela e tentando vencer a primeira em casa. Do outro, a esperança de classificar com a vitória. Essa era a situação do confronto entre Rio Claro FC e Ponte Preta e a partida começou com o Galo Azul jogando fechado, não conseguindo trocar passes, apelando para os chutões e a Macaca trocando passes, tentando achar espaços.

Aos oito minutos, Reinaldo bateu falta frontal e Lucas Frigeri espalmou. Os donos da casa responderam aos 15, com Lucas Xavier cruzando da direita, mas Everton, na pequena área e com o gol aberto, cabeceou por cima e perdeu chance incrível. A Ponte errava muitos passes e nos contra-ataques, o Rio Claro FC atacava com perigo. Aos 26, Jonas derrubou Rodrigo Celeste e o árbitro deixou de marcar pênalti para o Galo Azul, que seguia melhor, parecendo que a situação era contrária, com o Azulão buscando a classificação e a Macaca apenas cumprindo tabela.

Mas no segundo tempo, a Ponte Preta começou melhor em sua primeira participação, Nino Paraíba encheu o pé de fora da área e Lucas Frigeri voou para espalmar de maneira espetacular. Aos 15, Thiago Cristian bateu de fora da área, João Carlos espalmou e no rebote, Everton, mais uma vez com o gol aberto, bateu de chapa a queima-roupa, que o goleiro pontepretano se redimiu fazendo um milagre com a defesa.

Dois minutos depois, reforçando uma velha máxima do futebol de que, “quem não faz, toma”, o gol do jogo. Após cruzamento da esquerda, João Gabriel tirou mal de cabeça, para o meio da área e Felipe Azevedo bateu prensado e a bola morreu no canto direito.

Com o gol, a Ponte procurou ficar mais com a bola e estava se classificando, mas no final, o São Bernardo fez 1 a 0 no Água Santa e, além de rebaixar o time de Diadema, ficou com a vaga que até então era da Ponte Preta e agora enfrentará o Palmeiras nas quartas de final.

“O limite ofensivo da equipe foi grande na competição. Perdemos muitas chances. Foi injusto o resultado hoje, mas isso é muito pouco pelo que foi feito [no campeonato]. A equipe se alternou em jogos bons e ruins. Meu sentimento é de que é pouco, mas tira um aprendizado. Não acredito que houve má fé em ter montado o elenco, que exigia mais para a divisão. Fica um sentimento muito amargo, por ser minha cidade, enfim, já foi”, disse durante a transmissão da rádio Excelsior Jovem Pan News, extremamente emocionado e com a voz embargada, o técnico Sérgio Guedes.

ANÁLISE DO JC
Ingerência. Assim o Rio Claro FC chega ao fundo do poço, rebaixado, como o pior time do estadual. Em seu sexto ano na elite, o terceiro consecutivo, o presidente Luiz Balbo, em entrevista concedida para mim, em junho do ano passado, quando contratou o técnico Luis dos Reis, afirmara que montaria o melhor elenco da história do Galo Azul em participações na série A-1.

Em campo, alguns torcedores diziam que este time, além de fraco, era uma piada. Mas pode-se dizer que a piada (de mau gosto), foi dita pelo mandatário e executada pelo fraco treinador para esta divisão, ao contratar tais jogadores, inclusive, dois da várzea da cidade.

Ter como principais contratações um ex-jogador em atividade como Alex Silva e o artilheiro de 2014, Léo Costa, cujo futebol desapareceu, assim como seus gols, mostra o quanto é limitada a capacidade de Balbo em gerir o futebol ao aceitar tais sugestões.

Na estreia, por ‘descuidos’ nas inscrições, apenas um goleiro e três jogadores no banco de reservas. Nada mais do que o prenúncio de uma participação pífia e fadada ao fracasso, que se confirmou a cada rodada.

O técnico rio-clarense Sérgio Guedes chegou para, além de tentar salvar a pátria (de fato), fazer algo que não era feito há seis meses. Mas, diante de tanta desorganização, nem Pep Guardiola daria jeito em tamanha mediocridade.

FICHA TÉCNICA
RIO CLARO FC 0 X 1 PONTE PRETA
Local: estádio Dr. Augusto Schmidt Filho, em Rio Claro
Campeonato: Paulistão, 15ª rodada
Público: 1.603 pagantes
Renda: R$ 36.160,00
Gol: Felipe Azevedo aos 17’/2T (Ponte Preta)
Árbitro: Adriano de Assis Miranda
Assistentes: Marco Antonio de Andrade Motta Junior e Evandro de Melo Lima
Cartões amarelos: Odair Lucas (Rio Claro FC) e Jeferson e Elton (Ponte Preta)

RIO CLARO FC
Lucas Frigeri; Léo Coelho, Odair Lucas, João Gabriel e Felipe Saturnino (Romarinho); Elsinho, Rodrigo Celeste (Índio), Chico e Thiago Cristian; Lucas Xavier (Cleitinho) e Everton. Técnico: Sérgio Guedes

PONTE PRETA
João Carlos; Jeferson, Douglas Grolli, Fábio Ferreira e Reinaldo (Gilson); Jonas, Elton, Rhayner (Nino Paraíba), Ravanelli (Cristian) e Felipe Azevedo; Wellington Paulista. Técnico: Alexandre Gallo

RESULTADOS DA 15ª RODADA
São Bento 1 x 0 São Paulo; Santos 2 x 1 GO Audax; Botafogo 2 x 0 Capivariano; Oeste 1 x 1 XV de Piracicaba; Linense 0 x 0 Ferroviária; Corinthians 3 x 0 Novorizontino; Mogi Mirim 1 x 2 Palmeiras; Rio Claro FC 0 x 1 Ponte Preta; Red Bull Brasil 1 x 3 Ituano e Água Santa 0 x 1 São Bernardo.

CLASSIFICAÇÃO FINAL DA PRIMEIRA FASE

GRUPO A
1º Santos – 32 pontos
2º São Bento – 27 pontos
———CLASSIFICADOS————-

3º Linense – 20 pontos
4º Botafogo – 19 pontos
5º Oeste – 13 pontos

GRUPO B
1º Palmeiras – 24 pontos
2º São Bernardo – 23 pontos
———CLASSIFICADOS————-

3º Ponte Preta – 22 pontos
4º Ituano – 22 pontos
5º Novorizontino – 21 pontos

GRIPO C
1º GO Audax – 24 pontos
2º São Paulo – 22 pontos
———CLASSIFICADOS————-

3º Ferroviária – 17 pontos
4º XV de Piracicaba – 15 pontos
5º Capivariano – 10 pontos

GRUPO D
1º Corinthians – 35 pontos
2º Red Bull Brasil – 22 pontos
3º Água Santa – 16 pontos
4º Mogi Mirim – 15 pontos
5º Rio Claro FC – 9 pontos

CLASSIFICAÇÃO GERAL

1º Corinthians 35 pontos
2º Santos – 32 pontos
3º São Bento – 27 pontos
4º Palmeiras – 24 pontos
5º GO Osasco – 24 pontos
6º São Bernardo – 23 pontos
7º Red Bull Brasil – 22 pontos
8º Ponte Preta – 22 pontos
9º São Paulo – 22 pontos
10º Ituano – 22 pontos
11º Novorizontino – 21 pontos
12º Linense – 20 pontos
13º Botafogo – 19 pontos
14º Ferroviária
———REBAIXADOS—————
15º Água Santa – 16 pontos
16º Mogi Mirim – 15 pontos
17º XV de Piracicaba – 15 pontos
18º Oeste – 13 pontos
19º Capivariano – 10 pontos
20º Rio Claro FC – 9 pontos

Qual sua opinião? Deixe um comentário: