Rio Claro FC enfrenta o São Carlos na Copinha

113

Matheus Pezzotti

Neste sábado (9), às 17h, o Rio Claro FC enfrenta o São Carlos pela segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior, no estádio Prof. Luiz Augusto de Oliveira, na cidade são-carlense. Na primeira fase, o ‘Galinho’ Azul ficou em segundo lugar do Grupo 10, somando 6 pontos, com duas vitórias, contra o Lemense (4 a 2) e Atlético-GO (3 a 1), e uma derrota para o Criciúma (1 a 0). O Tigre terminou líder, com 9 pontos.

Já o São Carlos, do técnico Marcos Campagnollo, que levou o Velo Clube às oitavas de final em 2013, foi o líder do Grupo 9, com 7 pontos, com duas vitórias, sobre o Serrano-BA por 5 a 1 e sobre o Internacional, de Porto Alegre, por 1 a 0, e um empate, com o Botafogo, de Ribeirão Preto, por 2 a 2.

Com Luciano Gama como treinador há pouco mais de um mês, o time se preparou em campos de futebol da cidade e região
Com Luciano Gama como treinador há pouco mais de um mês, o time se preparou em campos de futebol da cidade e região

“Vai ser um jogo difícil, na casa deles, com casa cheia. Um ótimo teste para os meninos. Os dois times têm chance de se classificar. O São Carlos está motivado pela vitória sobre o Internacional, mesmo com alguns reservas, mas vamos continuar do mesmo jeito, com humildade, correndo por fora”, comenta Luciano Gama.

De acordo com o regulamento, a partir desta fase, até a final, em caso de empate no tempo regulamentar, a classificação será decidida em cobranças de pênaltis, que o time tem treinado.

“Acho que pênalti, claro, treinando, aumenta a confiança, mas é psicológico. Estamos treinando, mas vamos jogar para ganhar a partida. Se, porventura, o jogo empatar, vamos decidir nos pênaltis, que não é loteria, e sim competência. Temos tudo para sair com a classificação, sempre respeitando o São Carlos, o técnico Campagnolo, pois sabemos da sua competência”, diz.

Gama terá o time completo, contando com o retorno do zagueiro Wesley, que cumpriu suspensão contra o Criciúma. Na competição, dois cartões amarelos suspendem o jogador e, nesta fase, a contagem continua e, com isso, o Rio Claro FC tem sete pendurados, mas não é problema para o treinador.

“Contra o Criciúma, ninguém recebeu cartão e a Copinha é uma pequena Copa do Mundo. Tem que jogar um jogo de cada vez, encarar do jeito que dá. Não tem como poupar”, ressalta.

A torcida Sangue Azul informa que três ônibus foram disponibilizados gratuitamente para a torcida (veja na página A-12). Vale lembrar que não há cobrança nos ingressos da partida. Diante disso, Gama aproveita para convocar os torcedores. “Não me lembro de uma campanha como essa feita pelo Rio Claro FC. A torcida será muito importante para nós buscarmos a classificação”, finaliza.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: