Rio Claro FC empata em 3 a 3 com o Santos na despedida do Schmidtão

68

Matheus Pezzotti 

Galo Azul chegou a virar o jogo com gol de Léo Costa
Galo Azul chegou a virar o jogo com gol de Léo Costa

Em um jogo com os dois melhores ataques do Paulistão em campo, uma certeza: o placar não ficaria no 0 a 0.

E foi o que aconteceu no início da noite deste domingo (16), no Schmidtão, com o jogo válido pela décima quarta rodada do Paulistão, entre Rio Claro FC, segundo melhor ataque ao lado do Palmeiras e do São Paulo, com 26 gols marcados e o Santos, que mais marcou gols até o momento, em 37 oportunidades.

Na partida que terminou em 3 a 3, com os dois times muito velozes, com toques de bola rápidos e ofensivos, o Santos abriu o placar com Geovânio, aos 21 minutos do primeiro tempo. Renan empatou aos 42, mas Gabriel colocou o Santos na frente, de cabeça, aos seis minutos da etapa final.

Novamente o zagueiro Renan, desta vez usou a cabeça para empatar aos 24 e Léo Costa, que volta a ser o artilheiro do Paulistão, ao lado de Luis Fabiano, do São Paulo, com 9 gols, marcou o gol da virada rioclarista dois minutos depois. Mas, de novo em jogada de bola parada, o Peixe empatou com Cícero, também de cabeça, aos 29.

O Azulão soma agora 20 pontos e segue em terceiro no Grupo D, já que, com a vitória do Bragantino diante do São Bernardo por 2 a 1, o Massa Bruta foi aos 22 e continua em segundo.

Na classificação geral, o Galo Azul está em nono lugar e agora, para se classificar para a próxima fase, precisa vencer a Portuguesa no próximo domingo (23), no Canindé e torcer por uma derrota do Bragantino contra o já rebaixado Paulista, único time que ainda não venceu no estadual, em jogo a ser disputado em Jundiaí.

O Santos já está classificado e com 33 pontos é o vice-líder na classificação geral, a dois pontos do Palmeiras, seu próximo adversário, na Vila Belmiro, pela última rodada desta primeira fase.

Mais detalhes sobre o jogo na edição de terça-feira (18), do Jornal Cidade.

FICHA TÉCNICA 
RIO CLARO FC 3 x 3 SANTOS FC
Local: estádio Dr. Augusto Schmidt Filho, em Rio Claro
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto
Assistentes: Márcio Luiz Augusto e Fábio Rogério Baesteiro
Público: 8.754 pagantes
Renda: R$ 247.780,00
Cartões amarelos: Nando Carandina (Rio Claro FC) e Cicinho, David Braz e Stéfano Yuri (Santos)
Gols: Renan aos 42/1T e aos 24/2T (de cabeça) e Léo Costa aos 26/2T (Rio Claro FC) e Geovânio aos 21/1T, Gabriel aos 6/2T e Cícero (de cabeça) aos 29/2T (Santos)

RIO CLARO FC 
Cleber; Carlinhos, Renan, Marllon e Henrique Choco; Nando Carandina, Patrik, Léo Costa e Rafael Costa; Robson (Wendell) (Alex Afonso) e André Luiz. Técnico: Fahel Júnior.

SANTOS FC 
Vladimir; Cicinho, David Braz, Jubal e Emerson; Arouca, Cícero e Gabriel (Alison); Geovânio, Rildo (Diego Cardoso) e Leandro Damião (Stéfano Yuri). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA