Rio Claro coloca em funcionamento a Central Municipal de Compras

573

A Central Municipal de Compras de Rio Claro foi inaugurada na noite desta quinta-feira (16) pela prefeitura, em prédio localizado na Rua 2, entre as avenidas 13 e 15, Centro. O objetivo da administração municipal é centralizar as compras e licitações para economizar recursos públicos.

“É um momento histórico para Rio Claro, que poderá se tornar referência para outras cidades”, afirmou o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, durante a inauguração. O prefeito ressaltou a colaboração dos secretários municipais em entender que a centralização trará economia ao município.

As compras das autarquias (Fundação de Saúde, Arquivo Público e Histórico e Daae) também serão feitas na Central de Compras. “Será realizado um orçamento único com pedidos individualizados com o objetivo de comprar melhor e mais barato”, explica o secretário municipal de Economia e Finanças, Gilmar Dietrich.

O vereador André Godoy, presidente da Câmara Municipal, ressaltou que a iniciativa pioneira da prefeitura, que começou a ser sonhada ainda antes da visita do ano passado à cidade paranaense de Maringá, que tem serviço semelhante implantado com sucesso há quase 10 anos. “A partir de agora, Rio Claro poderá avançar ainda mais neste setor”, avaliou.

O diretor administrativo Rodrigo Zotti de Araújo observou que a central terá uma equipe de trabalho de muita competência e que foi treinada para o novo ritmo nos serviços. Levi Martins, que representou o Observatório Social de Rio Claro, disse que a central é uma conquista para Rio Claro e parabenizou a prefeitura pela iniciativa.

Da solenidade também participaram o vice-prefeito e secretário de Segurança, Marco Antonio Bellagamba; Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social; os secretários Djair Francisco (Saúde), Adriano Moreira (Educação), Rodrigo Ragghiante (Negócios Jurídicos), Jean Scudeller (Administração), Ricardo Gobbi e Silva (Meio Ambiente), Ricardo Pires de Oliveira (Daae), Francesco Rotolo (Governo), Paulo Roberto de Lima (Obras); os vereadores Júlio Lopes e Geraldo Voluntário; Nelson Trevilatto, presidente do Observatório Social; servidores municipais e equipe de funcionários da Central de Compras.

DEIXE UMA RESPOSTA