Rio Claro Basquete enfrenta o América EC 

96

Favari Filho

BUSCAR A VITÓRIA. Esta é a meta da equipe de Dedé Barbosa para o embate deste sábado (13) contra o América, que acontece no Ginásio Municipal Felipe Karam, o Felipão. Depois de duas derrotas consecutivas – para a Liga Sorocabana por 77X63 no dia 6 e para Franca Basquete por 68X58 no dia 10 – o Leão joga em casa e conta com o apoio da torcida para voltar a pontuar no Campeonato Paulista. Cabe lembrar que, na estreia do campeonato, o representante da Cidade Azul perdeu para o Basquete Osasco por 87X84 e, depois, conquistou duas vitórias consecutivas sobre as equipes Bauru Basket [71 X 49] e XV [62X47].

PAZES COM A VITÓRIA: “Será uma grande partida diante do torcedor do Leão”, expôs Léo Figueiró (foto: Filippo Ferrari)
PAZES COM A VITÓRIA: “Será uma grande partida diante do torcedor do Leão”, expôs Léo Figueiró (foto: Filippo Ferrari)

A reportagem conversou com o auxiliar técnico Léo Figueiró, que enfatizou que a expectativa é de que o Rio Claro Basquete faça as pazes com a vitória. “Viemos de uma derrota em um jogo muito difícil, o qual não soubemos finalizar, mas ainda assim, acredito, fizemos uma boa partida. Agora, diante da torcida, esperamos vencer e evoluir técnica, tática e fisicamente na competição. Será uma grande partida diante do torcedor que prestigia o RCB neste Paulista.”

Com relação aos resultados parcialmente negativos, Figueiró tranquilizou: “Era um fato esperado neste início devido ao curtíssimo tempo de pré-temporada. A gente vem ajustando as coisas e a oscilação era algo dentro do esperado; lógico que não ficamos satisfeitos com a derrota, mas sabemos que poderia acontecer desta forma, entretanto, os jogadores já estão ganhando potencial e as coisas vão melhorar”.

Ouvido também pelo JC, Gegê ressaltou que o time espera recuperar a má fase no campeonato. “Sabemos que estamos muito aquém do que podemos render e o objetivo é brigar na parte de cima das tabelas para que nos playoffs a gente tenha condição de pensar no título.” O armador ponderou que os jogos fora de casa são importantes e que “não podemos perder, o Dedé tem cobrado e precisamos melhorar, pois sabemos da responsabilidade”; já com relação às disputas em casa, “contamos com o apoio da torcida e esperamos que a recuperação comece neste fim de semana”, expôs o atleta.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: