Reunião entre lideranças discute caso de estupro

60

Divulgação realese camara Uma reunião realizada nessa sexta-feira, dia 23, mobilizou diversos segmentos da sociedade civil para debater o caso ocorrido nesta semana, no qual uma jovem de 14 anos relatou ter sido vítima de estupro, envolvendo oito homens. Diversos pontos foram abordados durante a reunião, tanto relacionados especificamente a este caso, quanto em relação à juventude. Diante disso, os representantes da sociedade civil ali presentes manifestaram a necessidade de fortalecimento do exercício da cidadania e da participação popular em situações que refletem o desequilíbrio de comportamento de parte da sociedade. Por isso, foi instituído um movimento chamado “Cidadania em busca da Paz”, que neste primeiro momento irá acompanhar este caso de violência sexual e os procedimentos adotados, e posteriormente irá ampliar o debate sobre as questões envolvendo a criança e o adolescente. De ações práticas, ficaram definidas algumas medidas: manifestação na próxima sessão legislativa; acompanhamento da OAB nos trâmites legais e esclarecimento sobre o porquê de não ter sido feita denúncia e encaminhamento ao Conselho Tutelar; assistência psicológica para família por meio do Creas; Moção ao ministro da Justiça, acionamento do Ministério Público. O Movimento “Cidadania em busca da Paz” destaca que é um grupo que defende a manifestação pacífica, o debate democrático e prima pelas ações bem definidas e elaboradas. Todo o discurso é baseado na cautela, tendo como objetivo o exercício da cidadania, sem o cunho de justiceiros. A finalidade é o fortalecimento e participação popular na construção de uma sociedade mais humana e com aplicação efetiva da justiça por meio dos órgãos competentes. A vereadora Raquel Picelli informa que é a autora da lei que institui, em Rio Claro, o Dia de Enfrentamento à Violência Infantil, e que no próximo dia 28, no Centro Cultural, a partir das 8h, acontece o IX Fórum Municipal do Centro de Referência Especializado de Assistência Social – Estratégias no Cuidado com Crianças e Adolescentes. A próxima reunião do Movimento “Cidadania em busca da Paz” será realizada no dia 2 de junho, às 9h, porém ainda não há local definido. O encontro na manhã de ontem contou com o apoio da Câmara Municipal, por meio da presidente da Comissão dos Direitos da Criança e Adolescente, Raquel Picelli, e pelos representantes dos vereadores Dalberto Christofoletti, Pr. Anderson Christofoletti e Maria do Carmo Guilherme. Além do Poder Legislativo, participaram a OAB, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Conselho Tutelar, Sindicato dos Químicos e Lideranças Religiosas. Esta primeira reunião aconteceu na Igreja Presbiteriana e foi conduzida pelo pastor José Geraldo. O caso De acordo com registro na quarta-feira (21), a menina de 14 anos teria acusado ser forçada a praticar relações sexuais com os seis rapazes. Já, os envolvidos, em depoimento, apesar de confirmarem a relação, relataram que foi consensual.

DEIXE UMA RESPOSTA