Corumbataí reduz salários

133

Antonio Archangelo

Estimando uma economia de aproximadamente R$ 800 mil nos próximos 4 anos, a Câmara Municipal de Corumbataí aprovou projeto de resolução e projeto de lei para reduzir os subsídios dos agentes políticos da cidade: prefeito, vice-prefeito, vereadores e secretários municipais na próxima legislatura. De acordo com o presidente da Casa, Daniel Zaine Borgo (PTB), a iniciativa foi da Mesa Diretora e a diminuição dos valores é de 20% em relação ao repassado atualmente.

O plenário está aberto à visitação do público desde o dia 03 de dezembro
Os projetos, já aprovados, citam que para a 17ª legislatura o subsídio mensal será reduzido em aproximadamente 20%

Os projetos, já aprovados, citam que para a 17ª legislatura o subsídio mensal dos vereadores fica fixado em R$ 2,1 mil mensais; para o vereador que presidir a Casa, o subsídio é de R$ 3.150,00. Já em relação aos subsídios do Executivo, a Câmara fixou para o prefeito o valor mensal de R$ 8.800,00; para o vice-prefeito R$ 3.150,00; para os secretários municipais – R$ 4,4 mil.

Cabe lembrar que, em ano eleitoral, grupos políticos da situação e da oposição ao prefeito de Analândia, Rogério Ulson (PSDB), também querem reduzir o salário dos políticos eleitos ou nomeados no município na próxima legislatura. Lá, por enquanto, trata-se apenas de um requerimento pedindo a elaboração de um projeto de lei. O requerimento aprovado prevê economia de R$ 2,4 milhões em quatro anos.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: