Rio Claro vive epidemia de dengue

98

Divulgação

Dengue avança novamente no município e chega a 352 casos
Dengue avança novamente no município e chega a 1074 casos

A Vigilância Epidemiológica da Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro registra um total de 1074 casos de dengue no município, de acordo com boletim emitido na tarde desta sexta-feira (13).

As unidades de saúde de Rio Claro continuam atendendo normalmente todos os pacientes com suspeitas de dengue seguindo rigorosamente o protocolo de atendimento estabelecido pelo Ministério da Saúde.

A pessoa com sintomas de dengue deve procurar a unidade de referência da sua localidade e passar por uma consulta médica. Na avaliação de seu quadro clínico é que o médico indicará os procedimentos necessários. Na maioria dos atendimentos existe a indicação de exames, para os quais a Fundação Municipal de Saúde está devidamente preparada.

A população deve saber que o procedimento mais importante em caso de suspeita de dengue é seguir as orientações médicas, que são: repouso absoluto, beber muito líquido e tomar os medicamentos indicados pelo médico na consulta.

Neste período de carnaval as unidades que estarão atendendo são: PSMI, UPA e PA Cervezão.

Viagem

As pessoas que irão viajar no carnaval precisam se prevenir contra os criadouros do mosquito da dengue. Os proprietários de residências devem deixar os quintais organizados e as vasilhas cobertas, pois isso garante segurança para os próprios moradores e seus vizinhos.

Quem não vai viajar deve ficar atento e verificar acúmulos de água e eliminar qualquer entulho ou recipientes que possam se transformar em criadouros do mosquito transmissor da dengue.

Orientações

  • Os sintomas da dengue são: febre, dor de cabeça, dor nos olhos, manchas avermelhadas pelo corpo, dor no corpo, dor nas articulações, fraqueza. Em algumas situações podem aparecer diarreia, enjoo, dificuldade de se alimentar;
  • Pessoas com estes sintomas devem procurar atendimento médico, pois existe tratamento e ele independe de resultados de exames;
  • A principal forma de evitar complicações é fazer uso de bastante líquido, como: beber água, chás, sucos naturais;
  • A doença se tornou um problema de saúde, pois depende muito das ações de cada cidadão.
  • Denúncias de criadouros de mosquito: ligar na ouvidoria 3526-7156.
  • Dúvidas sobre a doença: entrar em contato com o serviço de saúde mais próximo ou no serviço de saúde no qual foi atendido.

1 COMENTÁRIO

  1. A SITUAÇÃO DA **DENGUE**** E RIO CLARO!!!!OS CRIADOUROS DOS MOSQUITOS TRANSMISSOR DESTA DOENÇA,SE ACOMODA E COLOCA SEUS OVOS EM LOCAIS DE FÁCIL ACESSO !!!QUE A POPULAÇÃO JÁ ESTA **CARECA DE SABER****SÃO VASOS***CAIXAS DE ÁGUA ABERTA**PNEUS VELHOS DESCARTADO IRREGULARMENTE***CALHAS***DEPÓSITOS DE RECICLÁVEIS!!!ONDE SE CONCENTRA MUITO MATERIAL::COM GARRAFAS PLASTICAS!!!LATAS VELHAS !!!GERALMENTE ESTES LOCAIS SÃO SEM O MINIMO DE HIGIENE!!!COMO RIO CLARO **NÃO DA ATENÇÃO A ESTES LOCAIS E ACHA QUE E UMA QUESTÃO SOCIAL !!!VAMOS CONVIVENDO COM O MOSQUITO DA DENGUE!!!!E AUMENTANDO AS VITIMAS INFECTADAS!!!!A VERDADE QUE OS FISCAIS TEM QUE ATUAR MAIS NESTES DEPÓSITOS DE RECICLÁVEIS!!!NADA CONTRA QUEM RECICLA MATERIAL !!!MAS DE FORMA CONSCIENTE**ONDE NÃO SE CLOCA EM RISCO A SUA VIDA ***E DA DOS OUTROS*******ELES FAZEM VERDADEIROS ESTOQUES EM PLENA RUA!!!OCUPA CALÇADAS E AVENIDAS!!!!!

Qual sua opinião? Deixe um comentário: