RC e Lins disputam jogo dos líderes no ginásio Felipão

96

Matheus Pezzotti

basquetebola

Se fosse no futebol, seria o chamado jogo de seis pontos. E é neste clima que o RC Basquete encara nesta terça-feira (18), às 20 horas, no Felipão, o Lins Basquete pela terceira rodada da Liga Ouro.

Ambos os times estão com 100% de aproveitamento ao vencerem os dois jogos iniciais. O time rio-clarense derrotou, diante da sua torcida, o Campo Mourão por 76 a 65 e 65 a 56, enquanto que o time do técnico Lucas Rafael Mirandola derrotou o Sport Recife, também em seus domínios, por 74 a 69 e 71 a 60.

Na classificação geral, os times estão com 4 pontos, mas o RC Basquete lidera por ter vantagem no saldo de cestas, com 141 marcadas e 121 sofridas contra 145 convertidas e 129 sofridas por Lins.

Diante disso, o técnico Marcelo Tamião projeta duas vitórias, já que, depois deste jogo, enfrentará Lins novamente na quarta-feira (19), às 20 horas, também no Felipão.

“Hoje o basquete não tem jogo fácil. Se der bobeira, você perde em casa. Lins venceu as duas partidas e temos que fazer valer nosso mando de quadra e trabalhar para que o nosso placar seja o mais tranquilo possível, porque depois vamos jogar na casa deles. O time sofreu algumas alterações, mas o jeito de jogar não mudou muito, e com jogadores de melhor qualidade. Temos que ter intensidade na marcação para que consigamos fazer repetir a qualidade defensiva nos dois primeiros jogos. Por isso, a torcida será um fator fundamental, principalmente para desestabilizar o adversário e deixá-lo ansioso, além de nos apoiar. Para classificarmos, não podemos pensar em outro resultado a não ser a vitória e contamos com o apoio da nossa torcida”, afirma.

Considerado como o principal ponto positivo do time nos dois primeiros jogos pelo treinador, Tamião espera manter a defesa consistente, com média de cerca de 60 pontos sofridos, mas com melhorias a serem feitas no ataque.

“Não podemos chegar muito rápido e querer definir logo as jogadas. Nosso time é o mais experiente, sabe jogar melhor no cinco contra cinco do que os outros time e temos que tirar proveito disso, trabalhar melhor a bola e errar menos, evitando o contra-ataque do adversário”, finaliza.

Os ingressos custam R$ 10,00 por jogo e, de acordo com a Secretaria Municipal de Esportes, menores de 12 anos não pagam para assistir às partidas.

DEIXE UMA RESPOSTA