‘Produzir e compor me faz sentir viva’, diz Simaria após novo afastamento

107
Simaria contou que, durante os quatro meses iniciais de seu tratamento, dormia antes das 22h para acordar às seis da manhã e tomar seus remédios.

“Enquanto eu estive afastada, consegui dormir na hora certa, comer na hora certa. A estrada não permite isso, porque os shows são muito tarde, tinha que passar a noite inteira acordada e esperar até as seis da manhã pra tomar meus medicamentos.”

“Achei que já tava muito forte, que meu estômago melhorou bastante, mesmo estando com H. Pylori (Helicobacter pylori), com inflamação no estômago, como eu tava comendo direitinho e seguindo a rotina, achei que já tava bem pra voltar aos palcos”

Porém, a cantora afirma que acabou voltando ‘antes do tempo’: “Num desses finais de semana que eu ia viajar passei mal, muito mal e fui pra São Paulo fazer novos exames.”

“Fiquei alguns dias internada e saíram os resultados, que concluíram que eu continuo com a tuberculose ganglionar. Eles (os médicos) resolveram expandir por mais três meses porque a bactéria continua ali. Deu H. Pylori no estômago, gastrite e anemia”, prosseguiu.

Em seguida, a cantora justificou seu afastamento: “A decisão da equipe médica foi que me afastasse da estrada de novo, porque, de verdade, quem tá numa condição de saúde como essa, com a imunidade lá em baixa, não tem condição de estar na estrada”.

Simaria ainda afirmou que segue ‘na ativa’, ainda que longe dos palcos: “Tô aqui na minha casa, me tratando, me cuidando. Sou uma mulher muito batalhadora, muito guerreira, não consigo ficar parada. Tô compondo, tô produzindo, tô trabalhando no nosso novo DVD.”

“Os próximos compromissos que vierem, campanhas publicitárias, tudo vai ser de acordo com o que o médico orientar”, salientou a artista.

Por fim, Simaria agradeceu o apoio que vem recebendo: “Quero agradecer a todos vocês que oram por mim, que torcem pela dupla, que amam nosso trabalho, agradecer a compreensão dos contratantes, da galera da publicidade, que têm sido massa com a gente.”

“Produzir e compor, tudo isso me faz me sentir viva. Eu fico feliz quando tô fazendo isso, é por isso que continuo aqui trabalhando e fazendo as coisas que eu gosto: pra me sentir viva Nem sempre as coisas acontecem exatamente como planejamos, mas Deus sabe o que faz. Tudo no seu tempo, né?”, concluiu.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: