Presidente do Sindmuni não descarta paralisação

87

Antonio Archangelo

Tu Reginato, Antonio Archangelo e Ivo Rosalem em programa da Rádio Excelsior Jovem Pan
Tu Reginato, Antonio Archangelo e Ivo Rosalem em programa da Rádio Excelsior Jovem Pan

A crise financeira da Prefeitura de Rio Claro poderá deflagrar uma nova paralisação dos servidores municipais. De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais (Sindmuni), Tu Reginato, na assembleia prevista para a segunda-feira (25), a categoria poderá decidir pela “operação tartaruga” e paralisação por um dia contra o atraso no pagamento de horas extras, licença-prêmio e parte do décimo terceiro para quem aniversariou em agosto. As informações foram dadas no programa Hora da Verdade, da Excelsior Jovem Pan AM.

Para Reginato, em relação às horas extras, a prefeitura deveria cerca de R$ 4,5 milhões, contando junho, julho e agosto.

“Esta situação preocupa muito. Todo ano no segundo semestre a arrecadação cai, mas desta vez se agravou, o que nos levou a marcar esta assembleia. Eles não podem comprometer o salário do quinto dia útil para pagar as horas extras. Fui consultar a federação e me mostraram a questão de reduzir para seis horas a carga horária diária, o que eliminaria as horas extras, além de outros tipos de economia. A diminuição na arrecadação ainda poderá agravar o índice de gasto com o funcionalismo, se passar do limite previsto na Lei da Responsabilidade Fiscal, a administração terá que demitir 20% dos comissionados, depois temporários/estagiários e por último os concursados”, citou.

Em nota, a prefeitura alega que, “com a queda da receita do município, existe o risco da folha de salários superar o limite prudencial previsto em lei, o que exige medidas urgentes da prefeitura. Inicialmente, a determinação da administração municipal é para que sejam feitos cortes nas horas extras”. Não houve cogitação sobre a possibilidade de redução da carga horária no expediente da prefeitura de Rio Claro.

1 COMENTÁRIO

Qual sua opinião? Deixe um comentário: