Prefeitura vai à Justiça contra a dengue

62

Divulgação

Agente da área de Saúde realiza vistoria em imóvel. Moradores devem eliminar criadouros do mosquito de suas residências
Agente da área de Saúde realiza vistoria em imóvel. Moradores devem eliminar criadouros do mosquito de suas residências

A prefeitura e a Fundação de Saúde de Rio Claro preparam ação judicial para garantir o direito aos agentes de saúde de entrarem em casas fechadas para que possam fazer a fiscalização e a prevenção ao mosquito da dengue.

Com isso, o município espera ampliar o raio de prevenção, pois passaria a inspecionar residências suspeitas de manter criadouros. Atualmente, os agentes da Saúde não têm autorização para fazer a visitação sanitária em casas fechadas e/ou abandonadas. Somente com determinação judicial isso é possível.

A busca de apoio da Justiça para vistoriar imóveis é uma das ações que se integram ao trabalho de combate à dengue que o município vem realizando desde o ano passado para impedir a proliferação dos criadouros do mosquito.

No pedido que será dirigido à Justiça, a prefeitura e a Fundação de Saúde irão ressaltar a necessidade de ampla cobertura das visitações por parte das equipes de combate à dengue, de forma que a comunidade não sofra com possível epidemia.

Em reunião no salão de audiências na terça-feira (10), o prefeito Du Altimari reafirmou a orientação para que as secretarias de Obras, Manutenção e Paisagismo, Sepladema, Educação, Agricultura e a Defesa Civil coloquem suas estruturas integrais a serviço de ações de controle e prevenção.

Rio Claro registra 383 casos de dengue notificados em 2015, de acordo com boletim da Vigilância Epidemiológica emitido no último dia 6. Em 2014, foram 633 casos confirmados. Denúncias de criadouros de mosquito podem ser feitas pelo telefone 3526-7156.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: