Prefeitura busca alternativas para ampliar reciclagem

198

Divulgação 

O prefeito de Rio Claro, João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, visitou as instalações da Cooperviva (Cooperativa de Trabalho dos Catadores de Material Reaproveitável de Rio Claro) na segunda-feira (17), acompanhado da secretária de Assistência Social, Érica Belomi. O objetivo da visita foi conhecer o novo barracão e a nova esteira de separação do lixo reciclável, além de reforçar o apoio da prefeitura ao trabalho realizado pela cooperativa. O convite para visitar a Cooperviva foi feito pela presidente da entidade, Inair Francisca da Rocha Marcelino, e pelo vereador Júlio Lopes. “Estamos buscando alternativas para ampliar a reciclagem no município”, comenta Juninho.

Rio Claro tem duas cooperativas de reciclagem: a Cooperviva, criada em 2002, e a recém implantada Novo Tempo que funciona na zona sul. O aterro sanitário recebe cerca de 4.000 toneladas de resíduos por mês, mas o índice de reciclagem é baixo no município e o aumento desse percentual depende da conscientização da população. “Esse material, que poderia ser uma fonte de renda para muitas famílias, está sendo jogado no aterro e precisamos mudar isso com a ampliação da reciclagem”, afirma Juninho.

O secretário de Meio Ambiente, Antonio Penteado, comenta que a cidade cresceu e tem muito espaço para ampliar e melhorar esse serviço. “Embora a coleta de recicláveis seja feita em 100% dos bairros, a quantidade reciclada é pequena diante do montante de lixo gerado e precisamos mudar isso”, frisa Penteado. Segundo ele, a ampliação da reciclagem, além de preservar o meio ambiente e gerar renda, também irá contribuir para aumentar o tempo de vida útil do aterro sanitário.

A prefeitura vem adotando medidas para aumentar a reciclagem de lixo, tendo como um dos focos a educação ambiental. A Secretaria de Meio Ambiente desenvolve projetos de conscientização ambiental como o “Jogando Limpo nos Bairros”, que promove a troca de lixo por verduras e realiza atividades de educação ambiental; arrecadação de lacres de latinhas de alumínio para troca por cadeiras de rodas; mutirões ambientais nos bairros; e a olimpíada ambiental nas escolas.

O gerente Leonardo Andrade, da Comissão Ambiental da Administração Pública (Comissão 3AP), informa que a prefeitura está trabalhando para aumentar o número de pontos de coleta de material reciclável para facilitar a adesão popular. Várias escolas municipais receberam contêiner onde as pessoas podem depositar os resíduos reaproveitáveis que são coletados e encaminhados para a cooperativa.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: