Prefeitura antecipa reajuste dos servidores, acima da inflação

781

Com índices acima da inflação e antecipação em dois meses, o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, encaminhou nesta sexta-feira (16) à Câmara Municipal projeto de lei que dispõe sobre o reajuste salarial dos funcionários públicos municipais. A prefeitura de Rio Claro propõe reajuste de 5% nos salários e 26% no vale alimentação que passará de R$ 310,00 para R$ 390,00. Além disso, os novos valores serão antecipados para 1º de fevereiro, dois meses antes da data-base da categoria que é 1º de abril.

“É um ato inédito na administração pública de Rio Claro que demonstra a seriedade do nosso governo e vem ao encontro de nosso objetivo de valorizar o funcionalismo”, comenta Juninho da Padaria informando que solicitou regime de urgência para o projeto. “Esperamos que os vereadores apreciem o quanto antes a proposta para que possamos fazer o pagamento do reajuste ainda na folha referente a fevereiro”, pontua o prefeito ressaltando que cópia do projeto de lei também será enviado ao Sindicado dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal, representante legal da categoria.

A estimativa é de que o índice da inflação fique em 3%, o que dará um ganho real de 2% para o funcionalismo. “Esse percentual é ainda maior se considerarmos a antecipação de dois meses no pagamento do reajuste”, observa o secretário municipal de Administração, Jean Scudeller. No ano passado, com escassez de recursos e orçamento aprovado pelo governo anterior, a prefeitura pôde apenas repor a inflação e subir em R$ 30,00 o vale alimentação.

“Neste ano, com a economia realizada por todas as secretarias, revisão de contratos com fornecedores e planejamento foi possível valorizar o funcionalismo aumentando o percentual de reajuste salarial”, afirma o secretário municipal de Economia e Finanças, Gilmar Dietrich.

O prefeito Juninho da Padaria destaca ainda que mesmo com as restrições financeiras, a prefeitura de Rio Claro pagou em dia todos os 12 salários de 2017 e os deste ano. Além disso, desde o início do ano passado, o vale-alimentação também foi liberado sempre sem atrasos, sendo que na maior parte desse período a liberação foi feita antes do prazo final, que é até o décimo dia útil de cada mês.

O projeto de lei foi entregue ao presidente da Câmara Municipal, André Godoy. “Tenho certeza que os vereadores vão apreciar esse projeto com agilidade para que o pagamento do reajuste salarial aos servidores seja feito o quanto antes”, disse Godoy ao receber a proposta. Ele anunciou ainda que o Legislativo Municipal irá seguir o Executivo nos índices para os novos salários e vale alimentação para os funcionários da Câmara.

Também participaram da reunião no paço municipal o vice-prefeito e secretário de Segurança, Marco Antonio Bellagamba; os secretários Rodrigo Ragghiante (procurador geral), Francesco Rotolo (Governo, Desenvolvimento Econômico e Planejamento), Djair Francisco (Saúde) e o superintendente do Daae, Ricardo Pires de Oliveira.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA