Brasileiros saem às ruas para protestar contra o governo Dilma

122

Ednéia Silva

Mapa do itinerário do protesto em Rio Claro, que terá início às 9h30 no Jardim Público
Mapa do itinerário do protesto em Rio Claro, que terá início às 9h30 no Jardim Público

Milhares de brasileiros prometem sair às ruas neste domingo (15) para protestar contra o governo da presidente Dilma Rousseff. Os organizadores prometem levar às ruas mais de 100 mil pessoas em mais de 200 municípios. Rio Claro também fará parte desses números com manifestação que terá início no Jardim Público.

O protesto está sendo organizado pelo Grupo Rio Claro “Vem Pra Rua” que convoca a comunidade rio-clarense para participar da mobilização local. A concentração terá início às 9h30 no Jardim Público, na Rua 3, em frente a agência do Banco Itaú. O objetivo, segundo o grupo, é “conscientizar sobre a insatisfação em relação à política nacional, desgoverno e contra a corrupção no país”.

Os participantes vão fazer passeata pelas ruas do Centro. O trajeto terá início na Rua 3, em frente ao Jardim Público, e depois seguirá pela Avenida 2, pela Rua 4, Avenida 1 até a Rua 6, sobe a Rua 6 sentido à Avenida 5, contornando a Praça da Liberdade e retornando pela Avenida 3 até a Rua 3, no Jardim Público, onde será encerrado o movimento.

Os organizadores fazem questão de frisar que o “movimento será familiar, apartidário, pacífico e respeitará a ordem pública”. Para garantir que isso aconteça, a manifestação contará com o apoio da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal (GCM). Também foi solicitada ajuda da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Sistema Viário, do Corpo de Bombeiros e da Fundação Municipal de Saúde para eventuais necessidades do uso do Samu (Serviço Móvel de Atendimento de Urgência).

Bandeiras de partidos e movimentos sociais não serão aceitas. Os organizadores solicitam que os participantes se vistam com as cores da bandeira nacional: azul, amarelo, verde e branco. Eles recomendam ainda que em caso de infiltração de eventuais baderneiros, os manifestantes sentem-se no chão e identifiquem os elementos.

As manifestações anti-Dilma foram organizadas pelas redes sociais e rapidamente ganharam a adesão de milhares de pessoas que “curtiram” os posts e confirmaram presença nas mobilizações. Os principais organizadores são os grupos Vem pra Rua, Movimento Brasil Livre e Revoltados Online.

Neste sábado, artistas e celebridades divulgaram vídeos apoiando o movimento e convocando a população brasileira para sair às ruas neste domingo (15). Os atores Humberto Martins, Caio Castro, Kadu Moliterno, Marcio Garcia, Malvino Salvador, os cantores Roger Moreira (Ultraje a Rigor), Lobão, o colunista Diogo Mainardi e a atriz Christine Fernandes são alguns dos que publicaram vídeos em apoio aos protestos.

Enquanto isso, a equipe do governo monitora os protestos na internet e tenta descaracterizar o movimento comparando-o a golpe. Na segunda-feira (16), a presidente Dilma Rousseff deverá se reunir com os ministros da cúpula do governo para avaliar os efeitos das manifestações deste domingo (15).

As manifestações contra o governo de Dilma Rousseff tiveram um prelúdio no último dia 8 durante o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff em cadeia nacional de rádio e televisão. Moradores de várias cidades do país saíram às janelas e às ruas e demonstraram seu descontentamento através de protestos com gritos, vaias, bateção de panelas e buzinas. A manifestação foi chamada de “panelaço”.

Depois disso, e diante da mobilização planejada para este domingo, a CUT (Centra Única dos Trabalhadores) organizou uma manifestação pró-Dilma e em defesa da Petrobras. O governo tentou impedir o movimento com medo de um fracasso, mas ele foi realizado em várias cidades brasileiras, inclusive na Avenida Paulista em São paulo (foto abaixo).

Qual sua opinião? Deixe um comentário: