População deve se atentar contra a dengue com proximidade do verão

42

Da redação

Dengue

A Vigilância Epidemiológica da Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro registra 550 casos de dengue neste ano no município. Com a proximidade do verão, a população deve continuar verificando possíveis focos de proliferação do mosquito transmissor em seus quintais, entulhos, vasilhas abertas, pneus, vasos e todos os locais de armazenamento de água.

Vários setores da prefeitura estão mobilizados nas ações de prevenção à dengue, mas é de fundamental importância que a população colabore com iniciativas próprias ou autorize o trabalho dos agentes de saúde, que visitam as residências verificando criadouros.

Febre Chikungunya

A febre Chikungunya é uma doença causada por vírus do gênero Alphavirus, transmitida por mosquitos semelhantes ao transmissor da dengue. Os sintomas são febre alta, dor muscular e nas articulações, dores de cabeça, manchas avermelhadas pelo corpo, com períodos de duração que variam de três a dez dias. A Chikungunya, conforme a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) é pouco letal, sendo menos frequente que nos casos de dengue.

De modo similar ao da dengue, para evitar a proliferação do mosquito da Chikungunya é preciso eliminar os focos de criadouros, como deixar a caixa d’água bem fechada, evitar garrafas vazias com a boca para cima e pneus velhos, bem como verificar se as calhas não estão entupidas e, também, colocar areia nos pratos dos vasos de planta.

De acordo com a OMS, desde 2004, o vírus havia sido identificado em 19 países. Porém, a partir do final de 2013, foi registrada transmissão autóctone (dentro do mesmo território) em vários países do Caribe e, em março de 2014, na República Dominicana e Haiti – até então, apenas África e Ásia tinham circulação do vírus.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: