POKÉMON GO: Onde encontrar pokestops na região?

394

Vivian Guilherme

Os menos avisados que passarem a qualquer hora do dia, ou da noite, pelo Jardim Público de Rio Claro podem achar que alguma coisa de errado aconteceu por ali. Isso porque a quantidade de crianças, jovens e adultos passeando pelo local, até mesmo de madrugada, é muito grande.

O motivo pode parecer estranho, mas é tudo por causa de um jogo. O Pokémon GO, lançado no Brasil no comecinho do mês, é um grande sucesso mundial. O jogo, que pode ser instalado no celular, permite que o jogador integre a vida real e o virtual, ao inserir em locais físicos os monstrinhos Pokémon, que devem ser caçados.

Eles podem ser encontrados nos mais diversos lugares, mas os chamados ‘pokestops’ ficam centralizados em pontos turísticos, ou de muito movimento, nas cidades. Em Rio Claro, há diversos ‘pokestops’, apenas no Jardim Público são quatro. Por isso, a grande quantidade de pessoas no local a qualquer hora do dia.

“Eu estava voltando de Piracicaba de madrugada e passei pela praça e estava cheia! Fiquei muito surpreso, eram duas horas da manhã e havia jovens e adultos jogando”, comentou Luiz Guilherme. Vanessa Campos disse que outro dia aproveitou para passear com o marido e a filha para, juntos, conhecerem alguns pontos da cidade e capturarem Pokémons.

Jogador deve se atentar a local de game Pokémon GO

Jovens de Rio Claro reocupam praças em busca de pokémons

Pokémon GO: Polícia Militar orienta sobre jogo

Saiba onde estão os pokémons em Rio Claro

CORUMBATAÍ

Michel Picelli, de Corumbataí, contou que a praça central está repleta de jovens. “Têm muitos adolescentes caçando as pokebolas e os bichinhos. Eles têm se reunido muito na Praça Central e na Praça do Núcleo, pois dizem que lá tem mais concentração de pokebolas e bichinhos”, confirmou.

IPEÚNA
“Todos estão criticando muito, porém aqui em Ipeúna virou atração, a cidade ficou mais movimentada, está havendo uma socialização entre as crianças. O ponto de encontro é na Estátua de Nossa Senhora. O mais legal é que não são apenas crianças, adultos também. São pessoas interagindo!”, comentou Natalia Paseto.

ITIRAPINA

Em Itirapina, a ‘febre’ do jogo também é grande. Na cidade, o ‘pokestop’ fica no Cristo, localizado na entrada da cidade. Na internet, jogadores se revoltam por apenas ter um ponto no município, o que obriga os caçadores a irem a São Carlos ou Rio Claro.

Participe do grupo no Facebook: Pokémon GO – Itirapina.

SANTA GERTRUDES

Enquanto há apenas um ‘pokestop’ em Itirapina, em Santa Gertrudes não há nenhum. Por isso muita gente aproveita para passear em Rio Claro e também jogar. Entretanto, os moradores confirmam que o fluxo de pessoas na praça central aumentou bastante depois do jogo. “Aqui em Santa Gertrudes também está uma ‘febre’. Mas por ser uma cidade pequena, não tem Pokestop. Então, as pessoas acabam indo para Rio Claro. Eu acho o jogo muito inovador e interessante. O principal é que as crianças têm ido nas praças junto com os pais, coisa que há muito tempo não se via”, opinou Maira Siqueira.

Participe do grupo no Facebook: Pokémon GO – Santa Gertrudes.

PARTICIPE

Mande fotos suas e de seus amigos caçando Pokémons! Conte pra gente onde tem pokémons nas cidades da região!

Qual sua opinião? Deixe um comentário: