Vereador Pereira propõe transferir Área Azul para entidades

93

Ednéia Silva

A discussão em torno do destino que será dado ao serviço de Área Azul continua em Rio Claro. O contrato entre a Estapar Hora Park e a prefeitura vence neste mês e pode ser rescindido ou renovado por igual período. O governo municipal disse estar analisando o caso. O tema foi discutido em sessão da Câmara Municipal, onde foi sugerida a ideia de transferir a exploração do serviço para uma entidade assistencial.

A proposta foi feita pelo vereador José Pereira dos Santos na sessão camarária da última segunda-feira (21). De acordo com o parlamentar, a ideia é destinar o dinheiro gerado com o estacionamento rotativo a uma entidade de Rio Claro e que os recursos possam ficar na cidade.

Tíquetes para utilizar vagas da Área Azul podem ser encontrados nos parquímetros instalados em vários pontos da região central
Tíquetes para utilizar vagas da Área Azul podem ser encontrados nos parquímetros instalados em vários pontos da região central

A proposta não é nova. Requerimento do vereador Agnelo da Silva Matos propõe transferir a gestão do sistema da Área Azul para a Santa Casa de Misericórdia de Rio Claro. No entanto, o provedor do hospital, José Carlos Cardoso, declarou ser contra a medida, porque o serviço foge do ramo de atendimento da entidade.

Pereira comenta que, se a Santa Casa não quiser assumir, existem outras entidades sérias no município que poderiam gerir o serviço. Com isso, diz o parlamentar, a prefeitura poderia até mesmo suspender a subvenção repassada a essa entidade. O vereador sugere ainda que duas ou mais entidades podem se unir para administrar a Área Azul, dividindo recursos e responsabilidades.

A prefeitura foi questionada pela reportagem sobre a sugestão do vereador, mas não negou nem confirmou a informação. Indagada também sobre se já tomou alguma decisão sobre a renovação ou rescisão do contrato, a assessoria de imprensa disse apenas que “a prefeitura de Rio Claro analisa a possibilidade de renovação do contrato”.

O pedido de renovação foi apresentado pela empresa, que já de manifestou interesse em continuar administrando o sistema. Hoje as tarifas custam de R$ 1,70 (1 h), R$ 2,50 (2 h) e R$ 8,50 (tarifa de regularização).

1 COMENTÁRIO

  1. Nossa parabens pra este vereador que esta ideia e iniciativa,de transferir os recursos da area azul para as entidades de rio claro,havia muito,mas muito tempo mesmo que nao se via um projeto bom por parte desta camara,que so sabe receber e dar diplomas.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: