Passageiros se queixam de superlotação em ônibus interurbano

116

Ednéia Silva

23052014-16

Usuários de ônibus interurbano que faz a linha Rio Claro-Piracicaba com saída defronte ao Shopping Center reclamam de excesso de passageiros no veículo no horário das 6h30. Eles reivindicam a colocação de um carro no horário ou outra providência que possa resolver o problema.

Quem reclama é o usuário Gustavo, morador do Jardim Matheus Maniero. Segundo ele, têm dias em que o ônibus leva mais de 50 passageiros e muitos viajam em pé. Além do desconforto, eles temem por acidentes. Por isso, solicitam mais um veículo nesse horário para reduzir a superlotação.

A queixa foi feita ao Jornal da Manhã, da Rádio Excelsior Jovem Pan. O usuário também procurou o vereador João Teixeira Junior pedindo intervenção no caso. O vereador disse que enviou ofício à empresa VB Transportes e Turismo, responsável pela linha, pedindo explicações. Contato também foi feito com a Polícia Rodoviária, que fiscaliza os veículos nas rodovias.

O parlamentar conta que nessa sexta-feira (23) falou com o capitão Junqueira, da Polícia Militar Rodoviária, sobre o problema. O capitão informou que vem fiscalizando os ônibus há cerca de 15 dias a pedido do Ministério Público. O relatório será divulgado em breve.

O gerente da VB, Odair Marques Carvalho, informa que a empresa está estudando a situação e que, se for constatada a necessidade de melhorias, serão providenciadas.

A Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) esclarece que não recebeu qualquer pedido de fiscalização referente à linha Rio Claro-Piracicaba. A associação explica que os ônibus interurbanos, caracterizados pela cobrança de passagem no interior do veículo, podem transportar passageiros em pé, desde que respeitados os limites impostos pela legislação. “O limite de passageiros sentados e em pé deve estar afixado na parte frontal do ônibus acima do para-brisa”, diz.

A Artesp informa que efetua fiscalizações por todo o Estado e também atende denúncias feitas através da ouvidoria da agência. “Os passageiros que verificarem qualquer irregularidade, como superlotação, podem denunciar à Ouvidoria da Artesp através do telefone 0800-727-8377 ou pelo e-mail ouvidoria@artesp.sp.gov.br, que repassará a denúncia à área de fiscalização”, orienta. Para facilitar o atendimento, a agência recomenda ao usuário que informe “a data e horário da viagem e da ocorrência, origem e destino da linha onde ocorreu a irregularidade, para que a área responsável possa tomar as medidas para coibir novas infrações”.

DEIXE UMA RESPOSTA