Parte da Fundação Casa de RC adere à greve

70

Da Redação

Casa Febem RC
O setor de comunicação da Fundação afirmou que não divulgaria dados regionais para não comprometer a segurança da base local

Em nota oficial, a assessoria de imprensa da Fundação Casa afirmou que, apesar da nova proposta salarial oferecida pelo governo do Estado, foi decidido em assembleia que os empregadores vinculados ao Estado entram em greve a partir da zero hora desta quinta-feira (10 de abril).

Segundo dados do Sindicato dos Trabalhadores em Entidades de Assistência e Educação à Criança, ao Adolescente e à Família do Estado de São Paulo (Sitraemfa), a Fundação propôs reajuste salarial de 3,97% + reposicionamento por ajuste de curva de 2,2% para todos empregados.

Há ainda outras reivindicações, como um aumento R$ 14,00 no vale-refeição e R$ 105,94 para o vale-alimentação.

Questionada sobre o nível de adesão à greve na unidade de Rio Claro, o setor de comunicação da Fundação afirmou que não divulgaria dados regionais para não comprometer a segurança da base local.

As principais reivindicações dos trabalhadores são: piso salarial, reajuste real de 53,63%, reposição de perdas, isonomia do Plano de Cargos e Salários e, primordialmente, segurança nos locais de trabalho.

O Sindicato garante que os serviços de higiene e alimentação serão mantidos, no entanto, acompanhamento de fóruns e atividades extras não serão contempladas.

A Fundação ainda informou que, entre 2005 a 2013, os sucessivos aumentos dados pela instituição perfazem, somados, 66,75% – a inflação no período oscilou de 50,73% a 59,27%.

DEIXE UMA RESPOSTA