Pai denuncia precariedade em escola

149

Carine Corrêa

Situação na Escola Hamilton Prado, na Rua 14, Vila Olinda, é denunciada por um pai
Situação na Escola Hamilton Prado, na Rua 14, Vila Olinda, é denunciada por um pai

As obras na Escola Municipal Hamilton Prado se iniciaram em 2008. Paralisadas, o que restou foram estruturas inacabadas, tomadas pelo mato, ferrugem e sujeira. As aulas na rede municipal foram iniciadas nessa quinta-feira, dia 5 de fevereiro.

Indignado com a precariedade na estrutura da unidade escolar, Ezequiel Moura, que tem um filho matriculado nessa escola, postou nas redes sociais fotos que revelam a situação no interior da unidade. O caso repercutiu e Ezequiel concedeu entrevista à reportagem do JC. “Um desperdício do dinheiro público. Como as obras estão paradas há muito tempo, as estruturas estão precárias”, contou.

A Prefeitura de Rio Claro informou que a equipe de limpeza e manutenção das escolas está fazendo esses serviços nas 55 unidades da rede municipal de ensino. “Todas as escolas municipais serão atendidas”, reforçou. Acerca das obras, o poder público justifica que foram iniciadas em outra administração. “Novas planilhas tiveram que ser feitas e novo projeto teve que ser contratado, em uma série de procedimentos muito detalhados e demorados”, disse.

Atualização às 13h30

Após a veiculação da matéria na edição impressa do JC nesta sexta-feira (6) e repercussão do assunto nas redes sociais, a Prefeitura enviou uma equipe para começar a fazer a limpeza da escola, com o corte do mato.

O mato alto da escola foi capinado após repercussão do assunto
O mato alto da escola foi capinado após repercussão do assunto

Qual sua opinião? Deixe um comentário: