OMS alerta contra o cigarro, que causa 23 mortes por hora

71

Da Redação

Em 31 de maio, é celebrado o Dia Mundial Sem Tabaco. A data foi criada em 1987 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para alertar sobre as doenças e mortes evitáveis relacionadas ao tabagismo. A entidade considera o tabagismo uma das principais causas de morte evitável no mundo, responsável por várias doenças como as cardiovasculares, respiratórias obstrutivas crônicas, infecções respiratórias, cânceres, úlceras, impotência sexual e complicações na gravidez.

Dados da OMS revelam que o cigarro causa 23 mortes a cada hora e mais de 5 milhões de mortes por ano. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, o tabagismo atinge cerca de 1,3 bilhão de pessoas no mundo, sendo 25 milhões somente no Brasil. “O consumo é considerado pelos médicos uma doença gravíssima e os efeitos à saúde são perceptíveis tanto nos fumantes ativos, quanto nos fumantes passivos, que são aqueles que inalam a fumaça ambiente”, alerta a pasta.

A secretaria ressalta que a decisão de parar de fumar deve ser acompanhada também de uma mudança de hábito do indivíduo. “Ele deve estar consciente dos sintomas causados pela abstinência, entre eles a irritabilidade, ansiedade, sonolência e inquietação. O tratamento envolve o combate químico contra a nicotina e um acompanhamento psicológico e de condicionamento físico do paciente”, explica.

Em Rio Claro, a Fundação Municipal de Saúde oferece atendimento para os fumantes interessados em largar o vício através do Cesm (Centro de Especialidades em Saúde Mental). O programa de atendimento e tratamento ao tabagista acontece por meio de encontros semanais para observação e acompanhamento. O trabalho é realizado por uma equipe multidisciplinar e tem duração de três meses. O cadastramento é feito na própria unidade, que fica na Rua 12, número 175, no bairro Consolação. O telefone é (19) 3532-1938.

DEIXE UMA RESPOSTA