Nova assembleia é agendada e servidores falam em paralisação

62

Antonio Archangelo

“Estava esperando este dinheiro para continuar meu tratamento médico. Quem vai pagar?”, disse servidor consternado
“Estava esperando este dinheiro para continuar meu tratamento médico. Quem vai pagar?”, disse servidor consternado

Quarta-feira, 27, uma nova assembleia dos servidores poderá deflagrar paralisação de um dia pelo atraso no pagamento de horas extras, licenças e parte do 13º salário. Na assembleia de ontem (25) os servidores, porém, definiram apenas que comparecerão na Câmara Municipal, na próxima sessão ordinária para protestarem contra a situação de atraso nos supracitados pagamentos.

Durante a reunião, com cerca de 200 trabalhadores, os servidores evidenciaram o descontentamento com a gestão financeira do município. Falaram em greve; em afastamento do Secretário de Finanças Japyr Pimentel; manifestação no Jardim Público e em operação tartaruga, além de críticas ao que elencaram como “gastos supérfluos” como as despesas com a Fundação Ulysses Guimarães e com o Campeonato Mundial de Balonismo.

“Ele disse para onde foi este dinheiro?” indagou um servidor sobre a falta de recursos para o pagamentos dos rendimentos.Em resposta, Tu Reginato, presidente do Sindicato disse: eles alegaram queda de 10% na arrecadação”.

2013

Em maio do ano passado, cerca de 1,5 mil trabalhadores aderiram a greve dos servidores municipais. Na oportunidade, os trabalhadores reivindicaram aumento salarial de 10% e vale-refeição de R$ 200. O que teria revoltado a categoria, na oportunidade, de acordo com palavras do presidente do sindicato, “foi 34% de reajuste aos diretores que não são concursados e 19% para os secretários”, além da criação de “três secretarias e mais cargos comissionados”, dizia na época o presidente Tu Reginato.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: