Maio Amarelo tem programação especial

278

O Maio Amarelo, voltado à conscientização por um trânsito mais seguro, está mobilizando a prefeitura de Rio Claro em atividades educativas e de alerta aos motoristas. Na próxima semana, a escola Bayeux recebe nos períodos da manhã e da noite de quinta-feira (16) palestra sobre o assunto comandada pela Guarda Civil Municipal. No sábado (18) haverá panfletagem no Centro das 9 horas ao meio dia, quando também será feita distribuição gratuita de 800 antenas anticerol para motociclistas. A atividade ficará concentrada no Jardim Público, na altura da Avenida 1 com Rua 4.

No sábado (4), a prefeitura iniciou a mobilização na campanha Maio Amarelo com teatro apresentado pelo Geduc (Guarda Educacional) para crianças e adolescentes da região do Jardim das Nações 1 e 2 que visitaram a sede da GCM.

“Outras atividades estão sendo organizadas e em breve divulgaremos outras panfletagens que estamos organizando para alguns trechos movimentados da cidade”, explica o diretor de Mobilidade Urbana e Sistema Viário, Adilson Marques.

A campanha Maio Amarelo tem como tema “No trânsito, o sentido é a vida”. Motoristas, motociclistas, ciclistas, pedestres, todos podem e devem contribuir para um trânsito mais seguro. Em Rio Claro foi instituída lei municipal, a partir de projeto do vereador André Godoy, que incentiva a realização de atividades que promovam a educação e conscientização no trânsito.

A Secretaria Municipal de Segurança, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Sistema Viário reforça que o primeiro e mais importante passo para colaborar com o trânsito é obedecer as leis e a sinalização. “Vale sempre a pena repetir que conduzir acima do limite de velocidade, guiar e usar celular ao mesmo tempo e dirigir sob efeito de álcool, alguns tipos de remédio e outras substâncias são atitudes graves, irresponsáveis e que colocam em risco a vida do próprio condutor e de terceiro”, frisa Marques, lembrando que também é importante que os motoristas façam manutenção periódica em seus veículos.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: