Legista é confirmado para RC e novo IML depende de liberação

85

Divulgação

Denúncias sobre as más condições encontradas no IML local foram feitas em março
Denúncias sobre as más condições encontradas no IML local foram feitas em março

A polêmica envolvendo o local onde atualmente funciona o necrotério municipal, a necessidade do envio de médico legista para a cidade e a construção do novo local para o Instituto Médico-Legal (IML) e o Instituto de Criminalística (IC) foram debatidas na última quarta-feira, 26, na sede da Superintendência da Polícia Técnico-Científica, em São Paulo.

Na reunião com a superintendente Norma Sueli Bonaccorso estiveram presentes o vereador Juninho da Padaria, deputado estadual Aldo Demarchi, João Roberto Miller, que responde pelo IML Região Campinas, Ricardo Kirche Cristofi – médico legista diretor do IML do Estado de São Paulo, e Celso Domene da diretoria do Centro de Perícias do IML.

Juninho da Padaria solicitou à Superintendência da Política Técnico-Científica o envio de médico legista para Rio Claro. Ele frisou na reunião que, dos quatro profissionais que atuavam na cidade, apenas dois estão na ativa. “A população cobra com razão. Temos quase 200 mil habitantes, sem contar os municípios vizinhos, e apenas dois legistas”, disse.

Norma Bonaccorso comentou que 43 médicos legistas vão se formar na primeira quinzena de abril e, destes, seis profissionais serão designados para a regional do IML de Campinas. “Precisamos que vocês enviem no mínimo um profissional para Rio Claro”, solicitaram Demarchi e Juninho.

Diante da solicitação, a superintendente pediu a João Roberto Miller Junior que faça o atendimento. “Vivemos um momento difícil, já que há 30 anos que os concursos para a contratação de profissionais não eram realizados. Temos muitas cidades em situações críticas, mas atenderemos Rio Claro com o envio de um legista”, disse Norma Bonaccorso. “A formação destes profissionais está marcada para o dia 14 de abril. Logo na sequência, um deles será designado para Rio Claro”, acrescentou.

Com relação à construção do novo IML em Rio Claro, a superintendente da Polícia Científica foi informada por João Miller da possibilidade da obra ser realizada em área do Estado que se encontra em poder da Prefeitura Municipal através de uma concessão. O local situa-se entre as ruas 5 e 6 e avenidas 23 e 25.

A construção, de acordo com o setor de engenharia da Superintendência, está orçada em R$ 3 milhões.

DEIXE UMA RESPOSTA