João Arenna

POR QUE NÃO EU?

A HISTÓRIA DO ZÉ MAURÍCIO…

Zé Maurício trabalhava na empresa há 10 anos e quando virou o ano, o Juvenal, que estava na empresa apenas há três anos tinha sido promovido a Encarregado e conseguiu um aumento de salário.

O Zé ficou muito irritado e foi falar com o Sr. Adamastor sobre a injustiça que estava acontecendo. Juntou toda a sua indignação e raiva e foi até a sala do gerente, pediu licença, entrou, sentou e foi logo soltando a bomba:

“S. Adamastor, o Juvenal está aqui há apenas três anos e já foi promovido e eu, que estou aqui há 10, fui esquecido. O senhor acha isso certo?

por que não eu

O gerente pensou bastante antes de responder, mas disse:

“Zé Maurício, para você entender o que aconteceu, vamos fazer um teste: amanhã virão 10 clientes importantes aqui na empresa e eu quero fazer um café da manhã especial para eles e pretendo servir frutas da estação, em especial, kiwi, pois o mais importante dos clientes adora essa fruta. Assim, por favor, vá até uma frutaria e cheque os preços para mim e depois conversaremos sobre a sua reclamação, certo?”

FRUTAS

O Zé não entendeu nada, mas ainda assim foi atrás do pedido maluco do chefe, pensando: “Vou fazer rapidinho o que ele me pediu, aqui na quitanda da esquina e volto para acertar as coisas.”

O que ele não sabia é que o gerente havia pedido também para o Juvenal fazer a mesma coisa e meia hora depois, o Zé voltou à sala do gerente e foi logo entrando, ainda meio bravo por toda aquela história de frutas, mas antes de falar alguma coisa, o S. Adamastor perguntou:

“E então Zé, conseguiu as informações que pedi?” E o Zé incomodado respondeu:

“Não entendi bem o porquê disso tudo, mas consegui o que o senhor pediu”.

E lhe deu um pedaço de papel onde estava escrito:

– Mamão: R$ 7,50 o kg;

– Banana: R$ 3,30 o kg e

– Kiwi: não tem

O gerente então chamou o Juvenal, que não sabia da presença do Zé e do assunto e relatou o que segue:

“S. Adamastor, sobre o preço das frutas que o senhor pediu, consegui o seguinte:

“Quando passei na quitanda da esquina, não gostei dos produtos, pois me pareceram velhos e algumas frutas ele não tinha, então fui até o Mercadão Central e consegui a banana e o mamão; o abacaxi estava bem bonito, e o kiwi, realmente está em falta, mas eu deixei encomendado com ele para amanhã às 6 h da manhã, logo que ele abrir a barraca. Como a quantidade de frutas é grande consegui com ele as laranjas para fazer o suco, como cortesia”.

PROATIVIDADE

Quando o senhor definir as frutas, basta confirmar para mim, que eu passarei por lá amanhã cedo.

Ah! e, também já falei com a D. Márcia da copa, e nós vamos preparar o café para os clientes, logo que eu voltar do mercadão. Algo mais, S. Adamastor?

O gerente dispensou o Juvenal e disse que depois falaria com ele e virando para o Zé, perguntou:

“Zé Maurício, você queria falar comigo sobre o quê mesmo?”

E o Zé pediu licença e saiu de fininho…

Moral da História:

“Antes de cobrar, ofereça algo primeiro”.

Uma ótima semana para todos e muito SUCESSO!

Outros posts deste autor
WE LOVE EBITDA: VISTA ESSA CAMISA!
QUAL O FUTURO DOS VENDEDORES?
LOJA DO FUTURO?
Auribus teneo lupum, ou ainda…
MELHORANDO A GESTÃO DE PESSOAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

JCblogs Produzido por Gabriel Ferrari Mariano