Antonio Archangelo

‘Sindicato dos Metalúrgicos de Limeira está destruindo tudo’, diz Secreta

Durante cerimônia de lançamento do plano de construção de carreira para ex-funcionários da Luizzi Estofados, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Antonio Carlos Beltrame (PSD), criticou a atuação do Sindicato dos Metalúrgicos de Limeira em Rio Claro. Para ele, “só querem destruir. Agora outra empresa fechará as portas nas próximas semanas”, revelou o secretário. Em contrapartida, o presidente do sindicato da categoria, Ademar Rangel, também criticou o Sindicato dos Metalúrgicos, “que está rachado e terá eleições. Vamos participar, já são três chapas registradas. Eles querem nos destruir e não vamos deixar”, disse Rangel.

28072016-64

O foco da reunião foi que a diretoria da Luizzi Estofados junto com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Relações de Trabalho da Prefeitura de Rio Claro, Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Cerâmicas, Refratários, Construção, Montagem Industrial, Pavimentação, Obras e do Mobiliário (Siticecom), Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho (Sert) e parceiros apresentaram, na tarde de ontem (28), no gabinete do prefeito Du Altimari, o Plano “Construção de vida e carreira”, que será oferecido aos funcionários recentemente desligados da empresa.

Com duração de três meses, o Plano “Construção de vida e carreira” conta com um programa que visa oferecer informações comportamentais e orientações para a busca de novas oportunidades aos 217 funcionários demitidos da Luizzi Estofados no mês de junho.

Outros posts deste autor
Polícia Federal deflagra operação Mala Direta contra fraudes nos Correios
Rio Claro deveria ter uma Fundação Municipal da Educação?
O que o deputado precisa saber sobre a PEC 241 e seus efeitos na saúde e na educação
TOP 10: Despesas por secretarias municipais
Afinal quanto deve a Prefeitura de Rio Claro?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

JCblogs Produzido por Gabriel Ferrari Mariano