Carine Corrêa

Respiração ancestral

Inverno de 2014. Madrugada de agosto em Araraquara. Ao redor da fogueira, o músico Alê de Maria tocava ‘Reza do Vento’, uma de suas composições sobre o vento que soprava naquela noite, indo ao norte, ao sul, a leste e oeste. Cantava ainda que as mesmas moléculas de ar do vento daquela noite também já haviam passado “pelas montanhas brancas e pelos cabelos de Jesus”.

Como se o vento viajasse no tempo. E não é que a ciência pode comprovar?

O astrofísico Neil deGrasse Tyson explica melhor, com toda sua didática advinda do Cosmos. Pausa para respirar.

Quero te propor agora a inspirar profundamente. Vamos lá: inspire. Segure a respiração por 3 segundos. Agora: expire. Sabe o que acabou de acontecer? Você inalou quase 100 milhões de moléculas, os mesmos átomos que já passaram pelos pulmões de todos (ou quase) os seres que viveram antes de você.

E mais! Esse tanto de moléculas é quase o mesmo tanto de estrelas que há em todas as galáxias do universo observável. Brilhamos lá fora e aqui dentro de nós. Respiramos um universo microscópico com infinitas moléculas de oxigênio e nitrogênio que nos mantêm vivos.

E não é só você que respira, viu? Pense nas plantinhas e nas suas estruturas vegetais que fazem uma respiração contrária: inalam moléculas de dióxido de carbono (aquelas que você não quer mais) e expiram moléculas de oxigênio. Cada expiração vegetal é “levada pelo vento”, vai se misturando com a expiração das plantas de outros continentes e se torna disponível para que os animais do planeta inteiro possam respirar esse oxigênio.

“Esse tipo de reencarnação atômica é outro vínculo com nossos ancestrais distantes”, diz o astrofísico no documentário Cosmos.

Isso me lembra o verso final da música de Alê de Maria: “o vento vem lembrando que nós todos somos um”. Respiramos o mesmo ar de Jesus Cristo! Respiração ancestral.

Outros posts deste autor
Batalha lunar
Meu espírito é selvagem
Flor&ser
Simples(mente) o presente
O feitiço do gengibre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

JCblogs Produzido por Gabriel Ferrari Mariano