Gabriel Ferrari

Procrastinação acaba com o Ponto Zero

procrastinação

Procrastinar é  não fazer o que precisa ser feito e fazer qualquer outra coisa que não tem importância. Nós procrastinamos pois há algo empurrando-nos para trás. Afastando-nos do que precisa ser feito. Mas o que seria?

procastinação

A Ciência da Procrastinação

Muitas vezes nós procrastinamos pois temos diversos obstáculos a nossa frente, impedindo-nos de atingir o real objetivo. Em geral são pequenas “pedrinhas no caminho” mas que juntas parecem uma grande pedreira de coisas pra fazer. O objetivo fica parecendo uma distante e grande pedra. Você acaba quebrando pedrinhas o tempo todo e a grande pedra fica pra depois. E então vem um sentimento de angústia porque você não resolveu o principal. E em seguida o stress, pois o problema continua batendo à porta. Parabéns! Você completou uma procrastinação com sucesso!

 

 Fatores de Procrastinação

Digamos que você quer fazer um ótimo almoço. Um lagarto ao molho madeira e uma incrível salada de tomates. Hummm. Beleza. Você vai precisar de talheres,pratos, panelas e a pia limpa. Mas, e se  a louça de ontem a noite ainda está na pia? Bom, vai ser preciso lavar tudo antes de começar a cozinhar. Precisa resolver essas coisas antes de  cumprir o real objetivo. Percebe como isso pode fazê-lo procrastinar?

 

procrastinação com a louça suja

Almoço? Passou a fome…

 

 

Você consegue identificar o que causa a procrastinação? Veja mais exemplos.

Uma casa desorganizada desestimula qualquer atividade.  Você começa várias coisas e às vezes nem termina. Além do mais, pra onde você vai não se sente confortável. Mas por que ela ficou desorganizada?

casa desorganizada

Não criemos pânico! Eu sei onde está cada coisa!

 

Um carro sujo é um grande fator de stress e procrastinação. Mesmo que você não sinta, de maneira subconsciente até o cheiro incomoda. Tudo porque você  entra com coisas no carro as quais nunca saem de lá.

carro bagunçado

Mas o carro é de luxo

 

Uma grande quantidade de arquivos no computador, principalmente no desktop, fazem qualquer um perder a vontade de fazer as coisas. A capacidade de ter foco diminui e você se distrai facilmente.

desktop bagunçado

Esta é a “Área de Trabalho”

 

 

Atritos

Atrito é a interação entre  dois corpos. Ele acaba por dificultar a geração de movimento. Quanto mais atrito, mais difícil colocar algo em movimento. Um exemplo prático é mover a cama de lugar. Arrastar ela contra o piso é difícil, além de riscá-lo todo. Mas se você colocar uma toalha ou tapete abaixo dos pés da cama ela irá deslizar suavemente.

evitando atrito

 

E o que é o atrito na vida? São as diversas coisas que estão entre você e uma tarefa. Consegue enxergar estas coisas? Louça na pia, mesa bagunçada, roupas que não foram dobradas. Esses atritos diminuem as chances de você colocar as coisas úteis em movimento. Nas situações que envolvem procrastinação não existe vaselina que diminua o atrito. O segredo é impedir que ele se forme.

 

Impedindo a criação de Atritos

 

mesa organizada-2 Imagine  agora que você está trabalhando no computador e precisa dar uma saída. Na situação A você sai e deixa a mesa exatamente como está. Na situação B,  antes de sair, organiza a mesa da maneira como encontrou ela quando começou o trabalho. Pergunta: Em qual situação é mais fácil voltar a trabalhar? Se respondeu A você é estranho,mas tudo bem.  A situação A aumenta as suas chances de procrastinar. Existem milhares de “atritos” na sua frente dizendo  “Resolve eu aqui! Resolve eu aqui!” Com certeza, a situação B é mais confortável e permite que chegar direto ao ponto importante.

Esse é o segredo para eliminar os atritos e evitar a procrastinação: Levar as coisas para o Ponto Zero.

 

 

Ponto Zero (P0)

Zero. Eu adoro esse número. Além de ser um círculo, símbolo da fluidez e equilíbrio infinito representa o começo das coisas. A mais pura neutralidade. O ponto inicial, o ponto zero das coisas. O que você precisa fazer é muito simples. Ao acabar alguma coisa, prepare o ambiente para fazê-la novamente mais tarde. Prepare novos começos. 

Toda vez que você terminar alguma coisa, leve o ambiente ao ponto zero. Ao início, quando você tinha começado tudo. Isso irá custar de 1 a 5 minutos para cada hábito. Mas o benefício para o seu “eu” do futuro é muito grande.

 

Exemplo de hábitos com Ponto Zero

 

cama de motel

Neste caso, o ponto zero é o menos importante…

  • Mesa de trabalho: Sempre que deixá-la por longos períodos, organize as coisas.
  • Computador:  Se não usou algo  em 6 meses, jogue fora. Ou faça backup fora do PC. No desktop só devem ficar ícones que são usados toda vez. Sempre que sair, feche todos os programas e janelas de internet.
  • Cozinha: Comeu, lave imediatamente. Cozinhou, lave imediatamente. Se não perder 2 minutos fazendo isso na hora, perderá 20 tirando a sujeira encrustada mais tarde.
  • Relações: Pode parecer estanho mas também se aplica.  Não deixe assuntos pendentes com ninguém. Bom ou mau, dê um fim para as coisas e leve você mesmo ao ponto zero para as próximas relações.
  • Cama: Ao acordar, arrume a cama! Vai custar o que? 30 segundos?

A única coisa que você não precisa arrumar ao terminar o serviço é o quarto do motel. Para todo o resto é muito útil “preparar o terreno” para a próxima vez.

 

Organização não é o ponto

 

Você pode pensar que trata-se de deixar as coisas limpas e organizadas. Não exatamente.  O conceito aqui é preparar o terreno para o seu ‘eu’ do futuro ter mais facilidade em fazer as coisas. São poucos minutos que você gasta no fim de cada coisa que fazem uma enorme diferença no seu estado de espírito. Diminui seu stress, aumenta seu vigor em fazer as coisas. Elimina a procrastinação da vida. Você vai sentir-se produtivo pois tudo a sua volta anda pra frente.

 

Vai ser bom aproveitar aquele finalzinho de energia do final da última tarefa e preparar o ambiente para a próxima. Entendeu? Você vai gostar de sentir que terminou o dia com a mesma energia que começou.

 

huck-jackman-jóia

Outros posts deste autor
analise do cérebro
Como melhorar em 14 segundos
Pra que defender Lula?
Sérgio Moro não é o herói
O herói não é Sérgio Moro
Quem está levando o racismo adiante?
Resolva Conflitos Como Um Mestre Zen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

JCblogs Produzido por Gabriel Ferrari Mariano