Gabriel Ferrari

Os samurais estão entre nós!

Samurai: um indivíduo superior ao cidadão comum. Dedicava sua vida a servir um propósito maior e o bem de todos. Esses guerreiros sobreviveram ao tempo e andam entre nós. Mas qual a utilidade de um guerreiro antigo nos tempos modernos?

samurai moderno

“Eu pertenço ao guerreiro onde o velho estilo juntou-se ao novo” – cena do filme O Último Samurai

 

O japão antigo era um lugar de muitas guerras. E uma coisa é certa: Ninguém quer viver em um ambiente repleto de morte e violência. Líderes militares conhecidos como  Xóguns, queriam unificar e proteger seu povo. Para isso precisavam de guerreiros completamente leais aos seus propósitos. Esses eram os samurais.

 

samurai-47-ronin

Samurais eram homens (e por vezes mulheres) preparados para a guerra, treinados em diversas artes militares, principalmente a luta com espada. De igual maneira eram treinados em artes civis como pintura, poesia, música, esculturas além de habilidades administrativas. Dessa maneira o samurai era um indivíduo completo, sendo útil em tempos de guerra e tempos de paz. Por isso a vida do samurai era considerada “o caminho da pena e da espada“.

samurai chá
A palavra Samurai significa “servir”. O samurai vivia tão solenemente para servir aos propósitos de seu senhor. Um samurai seguia fielmente suas ordens mesmo sabendo que elas poderiam levar ao fracasso ou à sua própria morte.  Essa demonstração de lealdade e disciplina os tornavam guerreiros temidos e respeitados.  Essa vida rígida exigia que o samurai obtivesse uma maneira de se definir e também arranjar algum apoio espiritual. Para isso foi criado o bushido.

 

O Bushido

Bushido era uma doutrina conhecida como “O caminho do guerreiro” que descrevia o modo de vida do samurai. Especificava  a conduta  que o samurai deveria seguir de maneira indiscutível. Determinava regras para o cotidiano que diziam como portar-se em público, criar seus filhos, servir seu senhor entre outras. Oferecia ainda um suporte moral para a vida cotidiana e espiritual para encarar situações de morte.

 

 

Na falta de parâmetro para alguma situação os princípios máximos do bushido deveriam prevalecer:
samurai a cavalo arqueiro

Justiça – Seja honesto e acredite na justiça. Não existe meio termo para um samurai, apenas o certo e o errado.

Coragem – Eleve-se sobre as pessoas que tem medo de agir. A coragem deve ser forte e inteligente.

Compaixão – O  samurai é mais poderoso que as pessoas normais. Por isso, ajude-as em toda oportunidade. Se a oportunidade não surgir, saia do seu caminho para encontrá-la.

Respeito – O samurai é respeitado por sua coragem mas também pela forma de tratar os outros, até mesmo seus inimigos.

Honra – Um samurai age, fala e vive de acordo com seu coração. Não é influenciado pelos outros. E assim é o único responsável por cada consequência de suas ações.

Sinceridade Absoluta – Quando um samurai diz que fará algo, é como se já tivesse feito. Falar e fazer são a mesma ação.

Lealdade – Um samurai é intensamente leal àqueles que estão sob o seu cuidado. Por aqueles que é responsável permanece fiel.

 

 

 

Perpetrando esses valores ao longo dos séculos o povo  japonês construiu uma sociedade baseada em valores ideais para uma vida em comunidade.  Dessa forma o cidadão ideal torna-se um indivíduo grande e valioso. Vive sua vida como qualquer outro, mas tem em seu coração o princípio de zelar pelo bem de todos à sua volta e seguir um caminho correto, longe da mentira, falsidade e corrupção.

 

O samurai nos tempos modernos

No ano de 1868 a classe samurai foi extinta pelo governo japonês, mas a doutrina do bushido foi foi preservada. Como qualquer civilização, a sociedade japonesa preservou tradições e artes como a cerimônia do chá e as artes marciais. Assim o espírito dos samurais sobreviveu e chegou nos tempos modernos.

Para ter um senso de valor próprio é preciso seguir uma vida baseada em princípios. Através das atitudes de uma pessoa podemos identificar os princípios de sua doutrina. Percebemos assim se alguém é uma pessoa confiável, justa ou sincera. Ou ainda cristão, espírita ou budista. De igual maneira se observar com cuidado pode conhecer alguém que é um samurai, por seu modo de viver baseado nos princípios do bushido.

children budhist in temple

 

 Influência nas pessoas

O caminho mais fácil para tomar contato com os princípios dos samurais é através das artes marciais japonesas como o KenjustuJudô, Karate e Aikido. Não é possível praticar uma arte marcial sem absorver princípios como respeito, disciplina e superação de limites. Alguns dojos são praticamente “lugares iluminados” trabalhando na construção de indivíduos que levam esses princípios para a vida fora do tatame. Em todo dojo existem alguns samurais.

dojo samurai

 

Samurai nas empresas e no dia a dia

Com mais de 2000 mil anos de experiências em  batalhas os samurais deixaram valiosos ensinamentos sobre estratégia. O mundo corporativo não é diferente de uma batalha. Agir com determinação inabalável, inteligência e tomada de decisão rápida são alguns dos princípios dos samurais aplicados aos negócios. Livros como a Arte da Guerra e “Gorin no Sho – O Livro dos Cinco Anéis” tem sido manuais de estratégias para  líderes de grandes empresas (principalmente as japonesas).

Um outro manual raríssimo conhecido como Hagakure descreve recomendações para o dia a dia de um samurai. Considerado o tratado mais importante sobre o bushido, serve de guia moral nos dias de hoje. É possível encontrar com mais facilidade o livro “Shin:Hagakure – Pensamentos de um samurai moderno” escrito por um mestre da espada brasileiro, que passa dicas e orientações de como resolver problemas da vida cotidiana usando a filosofia dos samurais.

Hagakure

Queremos poder atingir nossos objetivos sendo respeitados pela forma com que trilhamos nossa vida. Por isso precisamos adotar princípios  que guiem nossas atitudes. Não nascemos sabendo quais são os princípios corretos, mas ao longo do tempo podemos conhecer e adotar modelos. A vida do samurai é muito rígida mas é um caminho de contínuo aperfeiçoamento.

 

O Caminho consiste em adestrar-se dia a dia por toda a sua vida, pensando que hoje és melhor do que ontem, e amanhã serás melhor que hoje, compreendendo que este é um mundo sem limites.”

Yamamoto Tsunetomo – Hagakure

Outros posts deste autor
analise do cérebro
Como melhorar em 14 segundos
Pra que defender Lula?
Sérgio Moro não é o herói
O herói não é Sérgio Moro
Quem está levando o racismo adiante?
Resolva Conflitos Como Um Mestre Zen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

JCblogs Produzido por Gabriel Ferrari Mariano