Ivo Rosalem

A Lei da Irresponsabilidade Fiscal

A situação financeira crítica a que chegou o município de Rio Claro evidencia uma série de verdades mascaradas, como sempre, pela política.

Até agora o governo federal, em campanha pela reeleição, não admitiu a evidente recessão econômica pela qual o país atravessa há algum tempo.

Aqui fala-se discretamente sobre o assunto. A justificativa é simplista, restringindo-se à “queda acentuada na arrecadação”. Ninguém faz muita questão de comentar os porquês, em função do carinho todo especial com as alianças de Brasília.

A economia estagnada agora não atinge apenas o cidadão, as empresas, indústria e comércio. Ele chega à máquina pública, que vive exclusivamente do que arrecada, ou do que suga, de todos os setores citados anteriormente. Menos dinheiro, menos produção, menos arrecadação.

Ainda assim é preciso dizer que a falta de planejamento e responsabilidade fiscal são um problema muito sério dos nossos administradores. Pagamento de funcionário é um dos quesitos principais para a credibilidade de uma administração.

Quando o assunto é “limite prudencial”, o setor público não passa nem perto do que signifca a expressão. É bem diferente do privado, no qual os gestores sabem que respondem pelo próprio negócio. Lidar com o dinheiro dos outros é diferente do que lidar com o próprio dinheiro.

Agora estamos nesta situação. Gente que trabalhou não recebe pelo serviço prestado porque o dinheiro acabou e não esperavam por isso.

Com ou sem greve, mais uma vez fica evidente o tamanho da bolha chamada Prefeitura Municipal e que a qualquer momento ela pode explodir. Mas e se explodir, o que acontece? Nada. Os prefeitos não “quebram”, como quebram empresários. Eles “passam” os problemas para os próximos administradores. E quem quer problema? Bem, nesse caso, muita gente. Ou você já viu alguma eleição ser cancelada por falta de candidatos? Nunca, não é? Eles brotam aos montes e se matam pelos cargos. Gostam do problema e a gente sabe porquê.

Outros posts deste autor
Rio-clarense Campeão das Américas
Bagunçou
Silêncio demais
O que manda é a qualidade
Muito longe do bom senso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

JCblogs Produzido por Gabriel Ferrari Mariano