Ivo Rosalem

A Força da Arquibancada

Entramos numa semana especial para o Esporte de Rio Claro. Nos próximos dias teremos nada mais nada menos do que dois jogos do nosso time de basquete masculino adulto, válidos pelo principal campeonato do país (NBB), no ginásio Felipão. Na quarta-feira (5), Palmeiras e na sexta (7) vem aí o Pinheiros.

É um fato que toda a cidade precisa valorizar, mas sem dúvida alguma, aqueles que acompanharam de perto e também sentiram o sofrimento e as dificuldades na árdua caminhada para que a equipe chegasse a esse patamar valorizarão ainda mais. Coloco neste contexto atletas, integrantes da comissão técnica, dirigentes, imprensa e principalmente a TORCIDA.

Sim. Principalmente a torcida. Com sofrimento ou não, quem trabalhou no Rio Claro/Basquete nos períodos difíceis e de pouca visibilidade recebeu para tal. Longe de mim querer “desumanizar” os profissionais da área. Claro que para eles o dinheiro não é tudo e não foi fácil. Só que o torcedor sofreu muito mais.

Rio Claro nunca foi pouca coisa no basquete. Ganhamos praticamente tudo e vimos nossa auto-estima quase que acabar. Mesmo assim não desistimos. Não interessa quantas pessoas iam ao ginásio assistir aos jogos do time quando a fase não estava boa. O que importa é que nunca abandonamos nossa equipe.

O rio-clarense nunca se desligou do basquete. Os mais corajosos iam ao ginásio e quem não ia jamais desistiu de falar sobre a modalidade, de discutir nas rodinhas de amigos, de fazer planos, de “cornetiar” também, claro, mas sempre com o objetivo maior de ver tudo voltar a ser como antes.

Chegamos ao NBB (modestamente, é bem verdade). Não importa. Crescemos. Não podemos retroceder. Não podemos perder a vaga neste brasileiro. O time foi montado exatamente para isso. Hoje deve ser este o nosso limite. Vôos maiores, amanhã, talvez.

Agora é a hora da torcida. De toda a torcida. Dos que iam, dos que não iam, dos que se calaram, dos que reclamaram, dos que incentivaram. Agora é a hora de todos os apaixonados pelo basquete fazerem a diferença sendo a força da arquibancada que nosso elenco precisa para se superar dentro da quadra. Tenho certeza que nossa galera não vai decepcionar. Boa sorte Rio Claro!

Outros posts deste autor
Rio-clarense Campeão das Américas
Bagunçou
Silêncio demais
O que manda é a qualidade
Muito longe do bom senso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

JCblogs Produzido por Gabriel Ferrari Mariano