Carine Corrêa

Batalha lunar

Os lobos em matilha se organizam para uivar na direção da lua. Superlua. Mesmo que em uma faísca no tempo, os olhos se voltaram para o círculo lunar que reinou no céu durante três noites. De repente, subir pela avenida 8 em Rio Claro apreciando o horizonte com os postes alinhados – iluminados – virou poesia urbana. Um a um os pontos de luz estavam enfileirados ladeira acima.

Poesia musical ditada pelo ritmo do jazz. O piano ao fundo e as luzes da cidade em harmonia com a roda resplandecente laranja. São Jorge deve estar travando a batalha mais sagrada do universo: sua espada de lança espelhada refletia a toda humanidade e irradiando em espiral da lua o ouro da vitória.

Os carros cortavam a Avenida Visconde assim como há anos fazem. A cada três ciclistas um desce do transporte para tomar fôlego na subida. Uma senhora que costuma deixar só uma fresta da cortina aberta, observa sem ser notada a movimentação noturna. O que era uma civilização devastadora transformou-se em leveza, assim como a brisa da noite que tocava o ombro descoberto de uma mulher. Em seu olhar misterioso haviam duas luas. Em uma de suas mãos carregava o amuleto da sorte.

O gato também cortava silencioso a rua que prateada estava na sua linha central. Sem saber, estava testemunhando pelo brilho, a batalha travada no corpo celeste: o guerreiro no cavalo que ao céu chegou para dissolver o veneno da alma de toda humanidade. Muitas lutas travou e conflitos separou.

Não se via o satélite tão grande desde 1948, porque os tempos anseiam por grandes batalhas; em grandes luas. A energia etérea do universo está transmitindo a todos os habitantes que uma nova consciência deve imperar, no lugar dos egos imperadores.

É hora de segurar a espada para guerrear nos ecos internos do espírito: a Superlua clareou.

Outros posts deste autor
Meu espírito é selvagem
Flor&ser
Simples(mente) o presente
O feitiço do gengibre
Olhando além

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

JCblogs Produzido por Gabriel Ferrari Mariano