Roberta Moraes

ALCOOLISMO

 

Embora este vídeo seja focado no carnaval, sabemos que durante todo o ano há acidentes causados por motoristas alcoolizados. Vale a pena ver.

 

Do ponto de vista médico, o alcoolismo é uma doença crônica, com aspectos comportamentais e socioeconômicos, caracterizada pelo consumo compulsivo de álcool, na qual o usuário se torna progressivamente tolerante à intoxicação produzida pela droga e desenvolve sinais e sintomas de abstinência, quando a mesma é retirada.

Uma das características mais importantes do alcoolismo é a negação de sua existência por parte do usuário. Raros são aqueles que reconhecem o uso abusivo de bebidas, passo considerado essencial para livrarem-se da dependência.

Sentir-se alegre, ter uma redução da coordenação motora, perder o equilíbrio, sentir náuseas e vômitos. Esses são apenas alguns dos sintomas que aparecem conforme ingerimos bebidas alcoólicas. Mas você sabe como elas agem no organismo?

As bebidas alcoólicas são formadas por moléculas de etanol. E esse principal ingrediente começa a entrar na corrente sanguínea pela mucosa da boca logo após um gole. Pelo esôfago, a bebida chega ao estômago. Até deixar esse órgão só 25% do etanol entrou no sangue. O resto só cai na corrente sanguínea quando a bebida chega ao intestino delgado.

São necessários de 15 a 60 minutos para todas as moléculas de etanol entrarem na circulação e se espalharem pelo corpo. Esse tempo depende de fatores como a presença de comida no estômago e a velocidade com que a pessoa bebeu.

Quando cai no sangue, as moléculas de etanol são transportadas para todos os tecidos que têm células com alta concentração de água – órgãos como cérebro, fígado, coração e rins.

No fígado 90% das moléculas de etanol são metabolizadas – quebradas em partes menores para facilitar sua eliminação. Ele processa por hora o equivalente a uma lata de cerveja. Acima disso, o etanol passa a intoxicar o organismo.  Os órgãos reagem de diversas formas, como sentir mais vontade de fazer xixi, coração acelerado pela perda de minerais eliminados pela urina, o vômito é acionado pelo cérebro como mecanismo de defesa contra a ação do álcool no organismo, entre outras coisas.

A frase “É só uma latinha” é muito usada pelos os que bebem e dirigem, colocando em risco não apenas a própria vida como a de muitos inocentes. Usando o bom humor, a agência Verbo Comunicação, de Sorocaba (SP), criou um vídeo de conscientização sobre os riscos de misturar álcool e direção.

O vídeo mostra um grupo de foliões bebendo cerveja no terminal de ônibus da cidade de Votorantim (SP). Eles estão fantasiados e um deles se veste de latinha de cerveja. Fazendo festa e falando alto, eles entram no ônibus e incomodam outros passageiros. Antes de o ônibus partir, o motorista desce do veículo. O folião fantasiado de latinha resolve sentar na direção e diz que vai ligar o ônibus. Assustados, os passageiros começam a deixar o veículo. Ao ser abordado, o folião ao volante diz “calma, é só uma latinha”.

Quem se AMA se CUIDA e NÃO embarca no que não lhe faz bem!

 

images (11)

 

 

 

CUIDE-SE!

Até a Próxima!!!

RLM

 

 

REFERÊNCIAS

1. Dr Drauzio Varella – Alcoolismo – http://drauziovarella.com.br/

2. Mundo Estranho – Editora Abril

3. YOUTUBE – http://youtu.be/uXg8L9ylGoM

4. https://www.facebook.com/verbocomunicacao

Outros posts deste autor
COMO A MEDICINA DA DOENÇA FUNCIONA
Acompanhamento Psicopedagógico
Doença Psicossomática
AMARGURA
INVEJA ou CIÚMES?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

JCblogs Produzido por Gabriel Ferrari Mariano