Jardim Público: 133 anos de existência e área verde

289

As praças XV de Novembro e Sargento Othoniel Marques Teixeira, popularmente conhecidas como Jardim Público de Rio Claro, podem ser consideradas o coração da cidade.

O Jardim existe há 133 anos e é palco de apresentações culturais, manifestações e comemorações, como o carnaval – que conta com várias atrações musicais, espaço kids e guloseimas para as crianças gratuitamente, e programações de fim de ano para toda a família – que acabam trazendo ainda mais visitantes para o local, tanto novos como os que já acompanham e sempre retornam para prestigiar. Elas também são ponto de trabalho para os engraxates, ambulantes e para os donos das bancas de jornal presentes no local durante todos esses anos, acompanhando todas as mudanças pelas quais o jardim passou.

Com uma área livre de 2.230,53 m², abriga uma variedade de esculturas, monumentos históricos, homenagens, e um paisagismo com mais de 100 espécies de árvores, incluindo eucaliptos trazidos da Austrália, que frequentemente passam despercebidos por quem passa no local devido à rotina corriqueira.

Tais figuras colaboraram para o seu tombamento como patrimônio histórico pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat), em 2014, não podendo mais sofrer mudanças que alterassem suas características. Larissa Monfardini (22), moradora da cidade, diz que para ela é importante que se mantenha a tradição de frequentar os jardins da cidade, e complementa: “quando se têm eventos na praça, o ambiente fica ainda mais gostoso e cultural”.

A vegetação recebe um cuidado especial para manter o ambiente ainda mais bonito. Durante o ano, ocorre a retirada de plantas que morreram ou foram arrancadas, e um novo preparo da terra é realizado para que ocorra o plantio de novas espécies.

A praça conta com uma equipe de limpeza contratada apenas para cuidar do local, e para que as árvores continuem verdes e bem cuidadas, os serviços de limpeza e jardinagem ficam por conta da Secretaria Municipal da Agricultura, Abastecimento, Silvicultura e Manutenção, que diariamente realiza a manutenção.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: