Itirapina anuncia ‘pacotão’ de investimentos no município

131

Antonio Archangelo

Entre as obras anunciadas está a reforma do Estádio Municipal “Santa Emília” que é estimada R$ 1.033 milhão. Na imagem aérea, o estádio administrado prefeitura municipal de Itirapina
Entre as obras anunciadas está a reforma do Estádio Municipal “Santa Emília” que é estimada R$ 1.033 milhão. Na imagem aérea, o estádio administrado prefeitura municipal de Itirapina

O prefeito de Itirapina, Zé Maria (PMDB) divulgou nesta semana uma lista de obras públicas que devem acontecer no município com investimento inicial estimado em R$ 41 milhões.

No pacote de 18 obras, o destaque fica para a construção de 350 casas populares, divididas em dois projetos distintos: 150 casas pelo programa Minha Casa Minha Vida, no lado de cima do Vale Verde (R$ 15 milhões) e 200 casas via CDHU – Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano vinculada ao Governo do Estado de São Paulo, obra estimada em R$ 20 milhões.

De acordo com o prefeito, o início da construção das 200 casas ainda depende de assinatura de convênio junto ao governo paulista, já que o terreno já foi adquirido e pago. O projeto está em análise na Graprohab (Grupo de Análise e Aprovação de Projetos Habitacionais do Estado de São Paulo).

OBRAS

Também consta na lista de obras previstas a ampliação do cemitério (R$ 150 mil); aquisição de playgrounds para as escolas (R$ 350 mil); conclusão da portaria do Broa (R$ 130 mil); construção de dois reservatórios e poço profundo (valor estimado de R$ 2,7 milhões com recursos federais); construção de poço profundo na Serra do Itaqueri (R$ 470 mil); construção de refeitório para os servidores municipais no almoxarifado (R$ 80 mil); iluminação da saída do Jardim Nova Itirapina para a SP-225, do acesso ao Jardim dos Eucaliptos, Distrito Industrial e acesso ao Vale Verde (valor estimado de R$ 150 mil); instalação de academia ao ar livre (Praça do Idoso) nos Jardins dos Indaiás (R$ 15 mil); recapeamento asfáltico da Rua 8, Vila Santa Cruz e de diversas ruas do Jardim Nova Itirapina (R$ 300 mil) que dependem de liberação estadual; reforma e ampliação da escola municipal “Aracy Leal Bernardo”, no jardim Nova Itirapina (R$ 300 mil); reforma e ampliação de quiosques na praça central (R$ 100 mil); reforma do hospital municipal São José (R$ 700 mil) e de seus centros cirúrgicos (R$ 40 mil); reforma de campos de areia (R$ 150 mil); e reforma do Estádio Santa Emília (R$ 1.033 milhão); entre outras.

INTERMODAL E MONTADORA

Na contramão da crise financeira que atinge os municípios brasileiros, Itirapina pode vir a ser uma “ilha de desenvolvimento” na região. Em outubro de 2012, a cidade inaugurou o terminal intermodal em uma área de aproximadamente 230 hectares e com 15 mil m² de área construída, o terminal recebeu investimentos de R$ 100 milhões de reais será fundamental para a redução do fluxo de caminhões que circulam entre o interior paulista e a cidade de Santos, pois o local é um concentrador de cargas e formador de grandes composições ferroviárias.

Em 2013, foi a vez da montadora japonesa Honda anunciar investimentos na cidade, com aquisição de área e construção de uma linha de montagem de veículos. Naquele ano, já percebendo, o “boom” de desenvolvimento que a cidade poderia propiciar, Zé Maria já apontavam estimativas iniciais de um aumento de 500% em repasses de ICMS (imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual, intermunicipal e de comunicação) à cidade.

“O valor adicionado implica em 76% na montagem do índice de transferência de ICMS para o nosso município. Hoje, por exemplo, nosso valor adicionado está na faixa de R$ 200 milhões/ano e o repasse de ICMS é da ordem de R$ 10 milhões. Eu acredito que, com a empresa trabalhando, este valor adicionado vá para algo em torno de R$ 1 bi, ou seja, cinco vezes mais, e então o município passaria a receber R$ 50 milhões de ICMS/ano”, cita. “Hoje aqui esse grande entroncamento ferroviário que a Rumo Logística está investindo. Um trem com 78 vagões, tirando 30.000 caminhões das estradas e chegando dentro do Porto de Santos” disse Alckmin em discurso de 2012.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: