Rapaz é executado em frente a sua casa no Jardim Guanabara

273

Carine Corrêa

A vítima foi alvejada na frente de casa. Danilo chegou a ser socorrido com vida, mas morreu pouco depois de ser baleado
A vítima foi alvejada na frente de casa. Danilo chegou a ser socorrido com vida, mas morreu pouco depois de ser baleado

A semana em Rio Claro tem início com um homicídio. Danilo Henrique Mazzeo de Macedo era morador do Jardim Guanabara e foi assassinado em frente a sua residência na tarde dessa segunda-feira (30).

A reportagem do JC conversou com uma testemunha que não quis se identificar e estava na cena do crime, pouco depois que Danilo foi levado para atendimento médico. A mulher contou que saía de sua casa e viu Danilo lavando a calçada. “Eu o cumprimentei e fui ao mercado. Na volta, enquanto estava caminhando, ouvi os disparos, mas achei que era bomba. Tinha falado pouco antes com ele”, lamentou.

A mulher ainda disse que Danilo Henrique morava sozinho. A Polícia Militar que fazia ronda pelo bairro, logo depois que aconteceu o fato, informou que ele teria sido abordado por pessoas que ocupavam um Corsa de cor branca. “A informação que chegou até nós é que o carro se aproximou da vítima, quando efetuaram os disparos”, disse a PM.

Líder comunitário do bairro, Edson Locatelli entrou em contato com a Redação e se mostrou preocupado com a segurança do Jardim Guanabara. Ele ainda relembrou outro episódio, cuja vítima teria levado 21 tiros em um homicídio. “As pessoas estão se sentindo inseguras. Um assassinato em plena luz do dia e próximo de escola preocupa, já que há uma grande quantidade de crianças circulando pela região. A sensação é de vulnerabilidade. As autoridades competentes precisam se reunir para apresentar medidas a fim de minimizar a violência no bairro”, conclui o presidente da Associação de Moradores do Guanabara (AMORG)

CASOS

O último caso de homicídio havia sido registrado no dia 30 de outubro em Rio Claro. Luís Gustavo Gomes, de 26 anos, foi assassinado no bairro Cervezão ao sair da sua residência. Dois indivíduos que estavam em uma moto chegaram até o rapaz. Um deles efetuou vários disparos contra a vítima, que não resistiu.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) esteve no local e confirmou o óbito do homem. Autoridades da Polícia Civil de Rio Claro apreenderam 21 cápsulas de munição junto ao corpo da vítima.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: