Gripe: acamados devem agendar vacina até esta quinta

127

Ednéia Silva

Mulher toma a vacina contra a gripe em posto extra montado na Farmácia Popular, região central da cidade
Mulher toma a vacina contra a gripe em posto extra montado na Farmácia Popular, região central da cidade

A campanha de vacinação contra a gripe está em curso em Rio Claro. Porém, a Fundação Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, está preparando esquema especial para vacinação das pessoas acamadas. Os acamados serão vacinados no sábado (9), Dia D da campanha. Para isso, é preciso fazer agendamento prévio nas unidades de saúde (UBS e USF) até esta quinta-feira, dia 7 de maio.

Em entrevista à Rádio Excelsior Jovem Pan na segunda-feira (4), a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, enfermeira Marina Massaro, falou sobre a necessidade do agendamento porque a vacinação dos acamados será realizada somente neste dia, quando haverá carro, motorista e equipe disponível para ir até as residências. O serviço será realizado das 8 às 17 horas.

Segundo ela, a vacinação dos acamados também faz parte da estratégia da VE para atingir a meta de vacinação entre os idosos, feito nunca conseguido pelo município. Os demais grupos devem procurar as unidades de saúde e saúde da família para tomar a vacina. Dois postos também foram montados no Cead na Avenida 24, número 1.040, entre as Ruas 8 e 9, Santana, e também na Farmácia Popular na Avenida 2, número 244, Centro. Os postos funcionam de segunda a sexta-feira, das 8 às 16 horas. Nos postos extras não serão vacinadas crianças.

A vacina á destinada a grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde. São eles: crianças de seis meses a cinco anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), profissionais de saúde, doentes crônicos, indígenas, presos e funcionários do sistema prisional e idosos. “A meta da campanha é vacinar 80% da população alvo. Está prevista a vacinação em 8.252 crianças, 2.447 trabalhadores da saúde, 1.512 gestantes, 248 puerperas e 20.248 idosos, perfazendo um total de 32.706 pessoas. Não há meta para a vacina em portadores de doenças crônicas”, finaliza a VE.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: